Sucena Shkrada Resk


Vozes dos Biomas: mobilização feminina em defesa do Pantanal completa duas décadas, por Áurea da Silva Garcia

05/09/2020 09:58

Por Sucena Shkrada Resk
 

Um pouco mais de 60% do bioma do Pantanal está em território brasileiro, nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A maior área inundável do mundo também ocupa áreas na Bolívia e Paraguai. A beleza das bacias hidrográficas que compreende, com destaque à do Paraguai, é algo inesquecível. A riqueza ecossistêmica e a biodiversidade atraem milhares de pessoas. Ao longo dos anos, no entanto, a pressão do desmatamento atinge este bioma. Segundo o mais recente relatório do MapBiomas, no Pantanal, a perda de vegetação nativa foi de 12%, com aumento de 4,7 vezes da área total de pastagens plantadas, entre os períodos de 1985 e 2019.

Em 2020, o que chama a atenção são os incêndios descontrolados. Especialmente no Mato Grosso do Sul, no mês de agosto, foram mais de 4.300 focos de incêndio, com destaque a Corumbá e Porto Murtinho, e cerca de 1.000 hectares impactados. Uma das áreas com maior pressão é a Terra Indígena Kadiwéu, segundo a Defesa Civil e Corpo de Bombeiros do Estado.

Neste contexto, a organização não governamental (ONG) Mulheres em Ação no Pantanal (Mupan), está completando 20 anos, e traz um histórico com atividades voltadas à área de educação ambiental, com destaque a ações de defesa das bacias hidrográficas, e incidência também em coletivos, redes e programas internacionais, como o Programa Mulheres 2030. Um recorte de empoderamento feminino na área socioambiental.

Para falar a respeito desta trajetória, a nossa 16ª entrevistada do Vozes dos Biomas, é Áurea da Silva Garcia, membro-fundadora e diretora geral da MUPAN. Ela é bacharel em Turismo, e Mestre e Doutora em Ensino de Ciências (área de concentração em Educação Ambiental), pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Áurea também é articuladora da Rede Aguapé de Educação Ambiental do Pantanal. Ela elaborou e coordenou a proposta de Formação Gênero, Água e Educação Ambiental (GAEA), que foi selecionada como Boas Práticas em Capacitação para a Igualdade de Gênero, pela ONU Mulheres, e para o Catálogo de Experiências de Mulheres e Reservas de Biosfera, pelo IberoMaB. Participou da construção do Programa Corredor Azul da Wetlands International (2017-2027), e hoje é Oficial Sênior de Políticas desse Programa.
 

-Live 12 - Blog Cidadãos do Mundo
-16ª entrevista - Vozes dos Biomas - jornalista Sucena Shkrada Resk
- Tema: Mobilização feminina em defesa do pantanal matogrossense completa 20 anos
- Entrevistada: Áurea da Silva Garcia, diretora geral da organização não governamental (ONG) Mulheres em Ação no Pantanal (MUPAN)
- Pauta, produção e mediação: jornalista Sucena Shkrada Resk
- Quando: 04/09/2020, às 16h (horário de Brasília)
- Onde: no Canal no Youtube - jornalista Sucena Shkrada Resk 
https://www.youtube.com/c/SucenaShkradaResk
- Link: https://youtu.be/sMsiq1QA1aY

Inscrevam-se por aqui! Todos são bem-vindos!

Querem conhecer mais a respeito dos trabalhos da Mupam, acessem: https://www.mupan.org.br/

Saibam mais sobre o Blog Cidadãos do Mundo e Projeto Vozes dos Biomas - jornalista Sucena Shkrada Resk em: www.cidadaosdomundo.webnode.com e https://cidadaosdomundo.webnode.com/projeto-vozes-dos-biomas-sucena-s-resk/

 

—————

Voltar