Rumo à Rio +20 - O direito à comunicação, por Sucena Shkrada Resk

07/06/2012 18:02

*O texto abaixo - "A Comunicação é um direito fundamental para alcançar a sustentabilidade" escrevi como contribuição à Carta de Brasília do Encontro Latino-Americano de Mulheres - Rio+20 Planeta Mulher - www.terraumplanetamulher.org, realizado em Brasília, entre 04 e 06 de junho deste ano, pelo Instituto Marka, do qual participei como palestrante na mesa Acesso à Informação, Sustentabilidade e Relações de Gênero (dia 6), e tratei do tema "A Educomunicação como Incentivo à Cidadania Sustentável".

Também se apresentaram nesse eixo temático - as jornalistas Carolina Stanisci, Soninha Francine, a arquiteta e urbanista Lilian Avivia Lubochinski e (por vídeo gravado especialmente para o evento), Maria Xosé Porteiro, do Instituto Galego/Cef,da Espanha. A mediação foi de André Porto Ancona Lopez.

Esta carta é escrita a muitas mãos, com várias reflexões e sugestões no contexto da Conferência e pós Rio+20 e será publicada e divulgada pela organização do evento. Previamente a maior parte dos artigos pode ser consultada no blog < a href="https://www.metodologiaci.blogspot.com/" target="_blank">https://www.metodologiaci.blogspot.com .

A comunicação é um direito fundamental para alcançar a sustentabilidade


Por Sucena Shkrada Resk*

O acesso à informação está diretamente relacionado ao direito à comunicação. Ambos possibilitam o reconhecimento da “existência” do outro e a nossa inserção como “sujeitos coletivos” nessa relação de troca, para que consigamos assumir um papel mais proativo no mundo. Mas apesar de estarmos no século XXI – na era da tecnologia -, e vivermos em contextos de regimes democráticos (além de algumas experiências de décadas de ditaduras), nos defrontamos com um “hiato” de avanços. Verificamos que é preciso haver ações mais consistentes de políticas públicas que viabilizem esses princípios, por meio de legislações, programas e práticas, tendo como quesito, a participação da sociedade civil, na construção na busca do desenvolvimento sustentável..

Uma dessas vias é por meio da educomunicação, que reúne ações e valores, que correspondem à dimensão pedagógica dos processos comunicativos, com o objetivo de “empoderamento” da sociedade (da coletividade), para que tenha autonomia nessas intervenções.

No âmbito da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), isso significa assegurar e aprimorar acordos, negociações e/ou tratados internacionais já estabelecidos e decidir o rumo do planeta, com a participação, de fato, de cidadãs (os) nas negociações realizadas pelas nações. Afinal, o sinal vermelho já foi dado, há muito tempo, em um mundo que atualmente ultrapassa a marca de 7 bilhões de pessoas, no qual, mais de 1,2 bi estão em extrema pobreza; 800 milhões de adultos são analfabetos (sendo muitos deles refugiados climáticos, das guerras...) e com a perspectiva real de aumento desse contingente vulnerável e excluído dos fóruns de decisões.

O contexto capitalista expõe uma série de contradições, em que temos desigualdades profundas nos campos social, econômico e ambiental; consolidadas em relações desiguais no campo geopolítico entre países desenvolvidos, “emergentes” e “pobres”. Com isso, é possível perceber o quanto inúmeras “vozes” ficam “abafadas” nessa relação antagônica de forças.

Como fazer valer a Agenda 21, as convenções sobre Diversidade Biológica, Mudança do Clima e Desertificação, e avançar sobre temas tão importantes, como o combate à extrema pobreza e as governanças da sustentabilidade e global, se não houver o realinhamento dos atores, que resulte numa participação equilibrada, em que a economia deixe de ser o crivo das mudanças?

Ao fazer uma leitura histórica da Declaração Universal de Direitos Humanos, aprovada pela assembleia Geral das Nações Unidas em 1948, observamos que o artigo 19, que estipula que " todo indivíduo tem o direito à liberdade de opinião e de expressão...”, ainda tem muito a avançar na prática. O mesmo ocorre, com relação ao Pacto Internacional de Direitos Civis e Políticos (1966), que colocou na pauta mundial, a condenação à incitação à guerra, à apologia ao ódio nacional, racial ou religioso, como também a todo tipo de violência.

Há muitos problemas a superar, apesar de haver iniciativas em curso há algumas décadas, como o Programa Internacional para o Desenvolvimento da Comunicação, em vigor, desde 1980, e o Programa Informação para Todos, a partir de 2000, criados pela Organização das Nações Unidas para a educação, a ciência e a cultura (UNESCO).

O que fica cada vez mais evidente é que para que haja a participação efetiva de cidadãs e cidadãos (sem diferença de pesos e medidas), é fundamental que se promova a melhoria de meios transversais presentes nesse processo. Por isso, os acessos à informação e comunicação são direitos interligados ao conceito de sustentabilidade. Um ser humano, que passa fome e está subnutrido, que não tem acesso ao saneamento, à educação, ao atendimento à saúde e que é “doutrinado” por meios que são regidos somente pelo mercado, dificilmente consegue se manifestar por meio de seu patrimônio mais importante – sua identidade no mundo. É comos se passassem “uma borracha” em sua cultura, história e repertório de vida.

Por isso, a maior prova de seriedade que pode ser dada na Rio+20, pelos representantes e chefes de governos, é ir além da retórica e chegar a decisões consistentes, em que as reivindicações e situações de milhares de pessoas tenham peso nos acordos a serem definidos. Isso quer dizer, que o diálogo transponha as barreiras das hierarquias e consiga promover mudanças reais com o empoderamento da sociedade.

* Sucena Shkrada Resk é jornalista na área socioambiental e educomunicadora, com especialização em Meio Ambiente e Sociedade e Política Internacional, sócia-diretora de Sucena Resk Serviços Jornalísticos e editora do Blog Cidadãos do Mundo

Leia mais no Blog Cidadãos do Mundo sobre a Rio+20:
23/05/12 - Riomais20 - Como tratará da realidade da África Subsaariana?
22/05/12 - Nota: #RumoàRioMais20: Obra trata da resiliência & sustentabilidade
22/05/12 - Rumo à Rio+20:Oceano é tema de livro no Dia Internacional da Biodiversidade
20/05/12 - RumoàRioMais20 - Game simula ambiente real de decisões políticas
03/05/12 - Rumo à RioMais20: seca, fome, morte e draft zero
11/04/12 - Site da ONU pretende ser canal de diálogo com a sociedade sobre a Rio+20
22/03/12 - Nota: EIMA8 lança informe rumo à Rio+20
22/03/12 - Campanha A Água e a Segurança Alimentar
22/03/12 - Sustentabilidade: Gro Brundtland no Brasil
13/03/12 - #RioMais20: Reflexão: Como entender o jogo do tabuleiro?
13/03/12 - Nota: expectativas oficiais sobre a Rio+20
11/03/12 - Nota: como participar do processo da Cúpula dos Povos?
10/03/12 - Refugiados climáticos: do alerta ao fato
04/03/12 - Pensata - Rio+20: agora é a vez do como
02/03/12 - A importância da discussão da água na Rio+20
Entre outras, desde 05/12/10.

Pesquisar no site

Blog

07/12/2015 21:32

COP21: as mudanças climáticas e as vidas em xeque

Por Sucena Shkrada Resk Enquanto nas salas climatizadas da Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima (COP-21), em Paris, tudo vai hipoteticamente bem, obrigado, do lado de fora, a realidade é bem outra. Essa constatação vem por meio de dados do recente...
29/11/2015 13:04

Crônicas de uma urbanóide na vida rural: superando os medos e mitos sobre uma caranguejeira

Por Sucena Shkrada Resk Já era noite e estava dentro de casa, no quarto, quando vi próximo ao guarda-roupa uma enorme aranha –caranguejeira. Até então, só tinha visto em alguns locais externos, em viagens, mas não tão pertinho, nesta experiência de quase um ano vivendo em uma cidade com perfil...
05/11/2015 03:55

PEC 215: a quem interessa sua aprovação?

Por Sucena Shkrada Resk Compreender as motivações da política partidária não é uma tarefa fácil para qualquer um de nós, cidadãos comuns, que não vivenciamos regularmente os bastidores.. Entretanto, alguns temas em pauta no Congresso chamam a atenção. E um deles é a recente aprovação feita por uma...
01/11/2015 14:23

Mudanças climáticas: a COP21 das utopias

Por Sucena Shkrada Resk O que seria de nós, seres humanos, sem a possibilidade de desenvolver o pensamento utópico? Hoje resolvi narrar o meu discurso com esse princípio sobre a condução do combate ao aceleramento das mudanças climáticas e do aquecimento global, em que o palco das discussões é a...
20/09/2015 22:15

Amazônia: um lamento dos sem-árvore

Por Sucena Shkrada Resk Onde estão os anus-pretos, que faziam as travessias aéreas sobre as estradas de terras e a vegetação?  E os casais de araras-vermelhas que passeavam sob o céu azul, seguindo a caminho da floresta com suas árvores e copas densas? Agora, nem flagrar um tatu está sendo...
30/08/2015 15:34

Rumo à COP21: o desmatamento na Amazônia continua a ser um desafio

  Por Sucena Shkrada Resk Dados recentes divulgados pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) apontam que houve um aumento de 63% no desmatamento na Amazônia Legal, no período de agosto a julho (2014-2015), com 3.322 km2 comparativamente ao mesmo período entre 2013-2014, com...
19/08/2015 11:16

Sim, todos nós precisamos das abelhas...

Por Sucena Shkrada Resk Onde estão as abelhas, os principais polinizadores do planeta? Quantas vezes temos ouvido esta pergunta nos últimos anos se acentuando cada vez mais, desde os anos 90? O desaparecimento ocorre gradativamente por causa da intervenção humana, isso já é uma constatação. Mas o...
31/07/2015 12:48

Marcelo Munduruku: quando a natureza e o ser humano traduzem uma única essência

O Projeto Vozes dos Biomas – jornalista Sucena Shkrada Resk tem como terceiro entrevistado, Marcelo Munduruku, de Juara, MT, do bioma amazônico. Confira a entrevista que fiz no último dia 16, no...
19/07/2015 14:15

Extrativismo sustentável, dobradinha que inclui conservação e geração de renda

Por Sucena Shkrada Resk Autonomia e empoderamento. Dobradinha poderosa e indispensável. Quando nos deparamos com boas práticas, que envolvem a agricultura familiar, vale a pena compartilhar estas experiências. Lidar com a terra, além de sensibilidade tem muito de matemática. Quem só retira e não...
12/07/2015 12:57

Chapada dos Guimarães: uma aula prática de Cerrado

Texto e fotos: Sucena Shkrada Resk Para qualquer lado que se olhe, o Cerrado é um bioma que revela cenários diferenciados, no Centro-Oeste brasileiro. A região da Chapada dos Guimarães, a cerca de 60 km de Cuiabá, Mato Grosso, é um dos locais mais especiais desse pedaço do Brasil, também...
05/07/2015 13:49

Resíduos sólidos: prorrogar lixões revela um Brasil atrasado

Por Sucena Shkrada Resk A discussão sobre a gestão dos resíduos sólidos no Brasil revela a fragilidade que vivemos em nosso país. A Política Nacional (Lei  12305, de 2010), que veio com um arcabouço importante, foi perdendo força com o passar do tempo, em vários aspectos, por causa da...
21/06/2015 17:01

Marco da biodiversidade: muito além do papel

Por Sucena Shkrada Resk Os processos de conquista de direitos socioambientais no Brasil são árduos, porque por muitas vezes, ficam circunscritos a belas palavras dispostas no papel, que não se traduzem em regulamentação e prática.  O recente Marco da Biodiversidade brasileiro (Lei 13.123),...
23/04/2015 12:18

Parque Nacional da Serra da Capivara (PI): um patrimônio mundial a céu aberto

Texto e fotos: Sucena Shkrada Resk Um ano de maturação até conseguir conhecer o Parque Nacional da Serra da Capivara (PI), a Fundação Museu do Homem Americano (Fumdham) e a Cerâmica da Serra da Capivara, em novembro de 2014. Foi praticamente um período de gestação, que gerou alguns "filhos"...
04/04/2015 20:18

Um dia no “Velho Chico”

Crédito das fotos: Sucena Shkrada Resk Por Sucena Shkrada Resk “Descoberta e sensação de pertencimento”. Essas talvez sejam as palavras certas para definir o que me acompanhou há alguns meses, em uma viagem ao Nordeste, quando parti para a navegação fluvial no “Velho Chico”. Até hoje, essa...
18/02/2015 12:50

Ana das Carrancas, uma personagem ligada ao "Velho Chico"

Fotos: Sucena Shkrada Resk Por Sucena Shkrada Resk  A ‘dama de barro’. Assim era conhecida Ana das Carrancas, que se tornou uma personagem cultural reconhecida em Pernambuco e no Brasil, por seus trabalhos moldados no barro às margens do rio São Francisco, na região de Petrolina. A artista...
08/02/2015 12:01

Castanheira viva, um sinal da floresta em pé

crédito das fotos: Sucena Shkrada Resk   Por Sucena Shkrada Resk Mais que sombra, mais que frutos, a castanheira viva é símbolo da floresta em pé no bioma amazônico. Alta, soberana, se destaca na paisagem, mas depende de seus pares nativos de outras espécies para ficar vigorosa. Pode atingir...
26/01/2015 13:06

As perguntas encontram sentido nas coisas aparentemente miúdas

Por Sucena Shkrada ReskUm dia estava eu na atmosfera paulista da mata atlântica, vivendo um cotidiano entre São Caetano do Sul e São Paulo, e no outro já estava fincando os pés em Alta Floresta e depois, em Cotriguaçu, na Amazônia matogrossense. Um mero deslocamento geográfico e de bioma? Não,...
10/01/2015 15:18

Nivaldo, o artesão: uma história enraizada na Serra da Capivara (PI)

O oleiro e artesão Nivaldo Coelho de Oliveira é o segundo personagem entrevistados pelo Projeto Vozes dos Biomas - jornalista Sucena Shkrada Resk, na Serra da Capivara   Bioma Caatinga Entrevistado (2): artesão Nivaldo Coelho de Oliveira, 82 anos, da Cerâmica Serra da Capivara obs: auxiliou a...
08/01/2015 09:42

Vozes dos Biomas: início de um ideal jornalístico

Por Sucena Shkrada Resk  #Vozesdosbiomas - #Jornalismoambiental   Estou divulgando hoje uma iniciativa de jornalismo audiovisual socioambiental que estou gestando há quase dois anos: Projeto Vozes dos Biomas -  jornalista Sucena Shkrada Resk, e dei início neste mês. Como o...
03/01/2015 13:42

Mafalda, a COP20, o estado do mundo e do Brasil

Exposição "O Mundo segundo Mafalda", em cartaz gratuitamente na Praça das Artes, em São Paulo. (Crédito das fotos: Sucena Shkrada Resk) Por Sucena Shkrada Resk A eterna Mafalda completou meio século e continua sagaz como sempre. A personagem carismática criada pelo cartunista argentino Quino tem...

© 2018 Todos os direitos reservados.

Blog Cidadãos do Mundo-jornalista Sucena Shkrada Resk