Rumo à Rio+20: o valor oculto da água, por Sucena Shkrada Resk

07/06/2012 20:34

Acesso à água: um direito humano. A Declaração Universal dos Direitos à Água será respeitada na Rio+20?...

O 6º Fórum Mundial da Água foi realizado em Marselha, na França, entre 12 e 17 de março de 2012, e reuniu representantes de agências da ONU, ministros, prefeitos, legisladores e representantes da sociedade civil. Ao final, foram feitas mais de 1,4 mil propostas, que podem ser conferidas no site https://www.solutionsforwater.org/ . A próxima edição acontecerá na Coreia do Sul, em 2015.

Durante o evento, a Organização das Nações Unidas (ONU) divulgou a 4ª edição do Relatório sobre o Desenvolvimento dos Recursos hídricos no mundo (publicado de 3 em 3 anos), que é produzido por 28 organizações dentro do sistema (UN-Water).

A análise aponta a relação dos recursos hídricos com segurança alimentar, mudanças climáticas, produção de biocombustíveis, no contexto de um horizonte de aumento populacional mundial, quando deveremos ser 9 bilhões, contra os mais de 7 bilhões atuais.

No documento, é preciso observar o contexto da distribuição da água no mundo:

Praticamente 97,5% da água que existe no planeta é salgada. Dos restantes 2,5%, dois terços estão em estado sólido, nas geleiras e calotas polares, que são difíceis para aproveitamento. E grande parte da que está em estado líquido, fica no subterrâneo. Já 0,26% se dividem em lagos, lençóis freáticos e rios.

A demanda por água é predominante em quatro atividades: a agricultura, a produção de energia, os usos industriais e o consumo humano. A agricultura consome hoje 70% da água doce do mundo, e no ano de 2011, 90% dos desastres naturais estavam relacionados à água.

Água & saúde


Cerca de 80% das águas residuais não são recolhidas nem tratadas e seguem a outros corpos d'água (córregos, rios...) ou se infiltram no subsolo, o que resulta em problemas de saúde na população e na degradação ambiental.

A situação é grave, tendo em vista que 1,7 bilhão de pessoas não têm acesso a sistemas de saneamento básico e 2,2 milhões morrem anualmente no mundo devido ao consumo de água contaminada. As doenças mais fatais são a diarreia e a malária.

Água & escassez

Esse quadro combinado a questões geográficas levam à escassez de água potável. Hoje os países que enfrentam maior problema ficam na região da África Subsaariana, Oriente Médio e China.

Perspectivas para 2050

O alerta é o seguinte: Em 2050, há estimativa de aumento superior a 70% da produção agrícola e 19% de seu consumo mundial de água e de demanda mundial por alimentos também na faixa de 70%. No campo da energia, o percentual de consumo deverá se elevar em 50% até 2035.

Relatório Maplecroft 2012

Em maio deste ano, foi lançado o relatório da consultoria britânica de risco Maplecroft, que avaliou a pressão sobre a demanda de água em mais de 160 países.
O resumo dos resultados foi o seguinte:
Os 10 países mais vulneráveis à falta de água estão localizados no Oriente Médio e na África: Bahrein, Qtar, Kwait, Líbia, Djibouti, Emirados Árabes, Iêmem, Arábia Saudita, Omã e Egito. Os gigantes – China, Índia e EUA não escapam do problema em várias regiões.

O recorte da seca

E quando ampliamos o horizonte das nações que sofrem com a seca, segundo a ONU, uma das situações humanitárias mais difíceis é vivida no chamado Chifre da África (Quênia, Somália, Djibuti, Etiópia e a região de Karamoja, em Uganda)

Perfil hídrico brasileiro

Um total de 12% da água superficial do planeta está no Brasil, sendo 74% da mesma na região amazônica. As regiões com maior adensamento populacional, como Sudeste e Sul, já enfrentam racionamento. E no Nordeste, a situação é mais crítica com rios intermitentes.

Obs: 70% do Aquífero Guarani (águas subterrâneas), com 1, 2 milhão de km2 – ficam em 8 estados brasileiros: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Em 05 de maio de 2012, houve o lançamento do Pacto das Águas no Brasil São previstos R$ 20 milhões de investimentos anuais no financiamento de ações nas principais bacias brasileiras, com monitoramento e apoio dos órgãos federais. A iniciativa envolve convênios com a Agência Espacial Brasileira (AEB) e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Deverá ser criado um sistema de informações sobre recursos hídricos, com base no mapeamento por satélite dos rios e bacias brasileiras.

Rascunho do documento final da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20) – versão de abril/2012:

O documento apresenta a preocupação das nações com o fato de cerca de 1,4 bilhão de pessoas ainda viverem em extrema pobreza e um sexto da população mundial estar subnutrida, e expostas a pandemias e epidemias.

A questão central é a seguinte: o modelo de desenvolvimento atual aumentou a tensão sobre os limites dos recursos naturais e da capacidade de suporte dos ecossistemas. E um dos eixos principais desse quadro de escassez são os recursos hídricos. Por outro lado, há o crescimento da população nas próximas décadas em mais de um terço.

Probabilidade de propostas na Rio+20

Acordos que viabilizem políticas públicas e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), que incorporariam o tema água, a partir de 2015, quando expira os Objetivos do Desenvolvimento do Milênio (ODMs), da ONU.
Um ponto que gera ainda polêmica: acesso à água como um direito humano. O que antagoniza com a própria Declaração Universal dos Direitos da Água.

No rascunho do documento final, os temas que se destacam, além da água, são: África, biodiversidade, cidades, desastres naturais, educação, energia, erradicação da pobreza, florestas, harmonia com a natureza, montanhas, mudanças climáticas, inclusão social, oceanos e mares, países insulares, países menos desenvolvidos, outros grupos e regiões com dificuldades para implementar o desenvolvimento sustentável, químicos, saúde, segurança alimentar, transporte e turismo sustentáveis.

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) lançou em 6 de junho, o Panorama Ambiental Global 5 (GEO-5), o documento mais importante elaborado na área ambiental. Entre os eixos de estudo estão a questão da purificação da água e tratamento, além de doenças.

O levantamento durou três anos e foi realizado por um grupo de aproximadamente 300 especialistas e chegou à conclusão de que entre 90 metas internacionais para o meio ambienta, houve avanços apenas nas de eliminação da produção e uso de substâncias que destroem a camada de ozônio, na eliminação do uso de chumbo em combustíveis, no acesso crescente a fontes melhoradas de água e em mais pesquisas para reduzir a poluição do meio ambiente marinho.


Para refletir:
Água virtual – a relação de consumo
No contexto da situação da água no mundo, há um importante indicativo de educação ambiental: o da água virtual ou oculta, que é o volume de água necessário para a produção de um bem ou serviço, como utilizado nas toneladas de alimentos comercializados pelo mundo. Deixo essa mensagem a ser valorizada.

Fontes de consulta:
6º Fórum Mundial da Água. Disponível em: https://www.worldwaterforum6.org/en/
4ª edição do Relatório sobre o Desenvolvimento dos Recursos hídricos no mundo. Disponível em: https://www.unesco.org/new/fileadmin/MULTIMEDIA/FIELD/Brasilia/pdf/WWDR4%20Background%20Briefing%20Note_pt_2012.pdf
Panorama Ambiental Global 5 (GEO-5). Disponível em: https://www.unep.org/GEO/
Draft 1 Rio+20 (até abril). Disponível em: https://vitaecivilis.org/home/images/stories/Docs/Documento_de_negociacao_com_texto_dos_co_presidentes%20_17_de_abril.pdf

 

Pesquisar no site

Blog

26/08/2018 16:33

Refugiados: os diversos contextos das fronteiras humanitárias

Por Sucena Shkrada Resk* As relações humanas trafegam em linhas tênues que reúnem processos culturais centenários, questões socioeconômicas, religiosas e limites geográficos, que integram a geopolítica, que ora se fundem, e ora segregam. Historicamente é isto que vimos em diferentes partes do mundo...
14/08/2018 18:30

O mercúrio nas veias da Amazônia

Por Sucena Shkrada Resk* Quem dera que falar sobre “mercúrio” fosse um assunto somente de interesse da pauta astronômica? Voltando à realidade do planeta Terra, se trata dos impactos da contaminação pelo metal, altamente letal, um tema ainda subnotificado, que mexe em uma ferida aberta, em...
11/07/2018 18:00

Entrevista da semana - Defensor público fala sobre o desafio do combate ao uso de agrotóxicos em São Paulo e em todo o Brasil

Por Sucena Shkrada Resk O advogado Marcelo Carneiro Novaes, defensor público do Estado de São Paulo, que integra a coordenação do Fórum Paulista de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos, que começou a se reunir em novembro 2016, é o entrevistado desta semana do Blog Cidadãos do Mundo...
17/06/2018 14:35

Refugiados: uma situação que reflete o modelo de desenvolvimento de uma humanidade adoecida

Por Sucena Shkrada Resk Século XXI em andamento. O que, em princípio, seria um período a evocar um status ‘positivo’ de modernidade, revela um momento histórico em que lacunas cíclicas de humanização são refletidas na quantidade de refugiados pelo planeta, que segundo o Alto Comissariado das Nações...
14/05/2018 14:29

PANCs: um universo da segurança alimentar a explorar

Por Sucena Shkrada Resk  O tema da segurança alimentar é rico em multiplicidades de enfoques, sendo que um deles trata do reconhecimento da importância das Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANCs). O termo foi criado pelos pesquisadores Valdely Kinupp e Harri Lorenzi, resultando no livro...
07/05/2018 14:08

O aumento de casos de malária e sua associação à pressão socioambiental sobre a Amazônia

Por Sucena Shkrada Resk Desmatamento, mudanças climáticas e consequentemente a facilitação para um aumento de vetores de doenças infectocontagiosas são o cenário perfeito, que está sendo construído, nos últimos anos, na Amazônia brasileira, onde um dos indícios desta pressão é a ascendência de...
20/04/2018 17:36

Século XXI: a cartografia da violência no campo

  Por Sucena Shkrada Resk   O mapeamento do processo de violência no campo revela um Brasil com janelas de oportunidades perdidas sob um modelo perverso, que tem no centro a disputa da terra. Os estados do Pará (21), Rondônia (17), Bahia (10), Mato Grosso (9), Amazonas (3), Minas...
04/04/2018 13:27

O simbolismo do adeus à Sudan, o último rinoceronte-branco do norte (macho) do planeta!

Por Sucena Shkrada Resk O ancião Sudan, no alto dos seus 45 anos e cerca de 2,3 mil quilos e 1,82m de altura, não venceu a batalha que travava contra uma infecção que atingiu sua pata direita traseira, no mês de março. O último exemplar macho de rinoceronte-branco do norte do planeta foi submetido...
03/04/2018 09:05

#Pulverizaçãoaérea: Sabemos realmente as externalidades negativas do ciclo do que comemos?

Por Sucena Shkrada Resk O quadro de vulnerabilidade a que somos expostos com a “insegurança” alimentar e ataque aos direitos humanos mais básicos é cada vez maior no Brasil. Inúmeros casos de sobrevoos de pulverizações aéreas de agrotóxicos são notificados pelo país, mas a maioria de nós, sequer...
27/03/2018 12:29

Jogo de titãs: O implacável Antropoceno x a resiliência ecossistêmica

Por Sucena Shkrada Resk  Hoje 75% da superfície terrestre estão impactadas pelas atividades humanas e a projeção é de que essa destruição atinja 85% até 2050  e já afeta pelo menos 3,2 bilhões de pessoas no planeta. Alguém acha pouco? Mais de 100 pesquisadores de 45 países da Plataforma...
23/03/2018 10:29

#Recursoshídricos: o pedido de socorro ao ecossistema

Por Sucena Shkrada Resk O Informe Mundial das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento dos Recursos Hídricos 2018, lançado nesta semana, tem como mote “as soluções baseadas na natureza” (SbN) para a gestão das águas, um conhecimento milenar mas que conceitualmente tem sido desenvolvido desde 2002....
19/03/2018 15:00

Março de 2018: seca e estiagem marcam a realidade brasileira, na semana dos fóruns das águas

Por Sucena Shkrada Resk Diante da realidade, não há meias palavras, quando se trata de insegurança hídrica e do cenário das mudanças climáticas. Neste mês das águas, em que fóruns internacionais ocorrem em Brasília para discutir o tema em diferentes ângulos e propor soluções, dezenas de municípios...
08/03/2018 13:00

Usinassolares: do protagonismo chinês às iniciativas que começam a se destacar timidamente na matriz nacional brasileira

Por Sucena Shkrada Resk   A energia solar fotovoltaica se projeta de forma gradativa no mundo, desde os anos 2000. No contexto das implementações de usinas e fazendas solares (fontes centralizadas), estão a China - ainda o maior poluidor do mundo, por causa do carvão, e ao mesmo tempo o...
05/03/2018 14:55

Mês das Mulheres: A relevância permanente das contribuições socioambientais de Wangari Maathai

Por Sucena Shkrada Resk  Quando em 25 de setembro de 2011, a queniana Wangari Maathai faleceu, devido a um câncer, escrever no dia seguinte um artigo a respeito de sua trajetória de vida (veja também abaixo, artigo: Wangari Maathai: um exemplo a seguir), como manifestação de respeito ao...
19/02/2018 19:33

Quilombos: O simbolismo da força de séculos dialoga com a decisão do STF

Por Sucena Shkrada Resk Homenagear postumamente lideranças quilombolas, como Dandara e Zumbi dos Palmares (século XVII), Tereza de Benguela, do Quilombo de Quariterê, MT (século XVIII) e Helen Moreira, do Quilombo Ilha de Vera Cruz, BA; como também, Maria Trindade da Silva Costa, do Quilombo...
07/02/2018 10:17

#Pílulassocioambientais - A arte voltada ao combate ao racismo

Por Sucena Shkrada Resk   Sensibilidade, criatividade e reutilização de recursos em forma de bonecas artesanais, com um propósito maior: combater o racismo, que nada mais é do que incentivar o respeito às diferenças e valorização das identidades de gênero, cor, raça e cultura... Nessas...
29/01/2018 17:06

#Saneamentoambiental – Tamanduateí, um rio metropolitano em agonia

Por Sucena Shkrada Resk  A nostalgia de recordar do Tamanduateí sinuoso e límpido (Tamanduá grande, em tupi), na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), que já foi conhecido como Rio Piratininga, talvez esteja ainda nas memórias de bisavós e tataravós e de alguns relatos em bibliografias...
26/01/2018 14:56

#Saneamentoambiental – 2018: lixões e aterros controlados, uma realidade ainda gritante no Brasil

Por Sucena Shkrada Resk O Ano era 2010, e a  Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010) trouxe a esperança de que a gestão pública brasileira, de uma forma geral, iria se redimir dos sucessivos erros no quesito infraestrutura, ao longo de décadas. Mas do papel à realidade,...
19/01/2018 17:52

#Saúdeambiental - O que tirar de proveito no Brasil do exemplo da mobilização pela recuperação da bacia hidrográfica do Tejo, na Europa?

Por Sucena Shkrada Resk Quem um dia viu o rio Tejo, o mais extenso da Península Ibérica (da Espanha a Portugal), com 1.007 km e cuja bacia hidrográfica ocupa 80,6 mil km 2, poluído, quase sem vida e seco em vários trechos, há alguns anos observa um esforço para o processo de revitalização, de forma...
17/01/2018 08:51

#Saúdeambiental - Até quando políticos não priorizarão solução para esgoto em agenda da gestão pública?

Por Sucena Shkrada Resk Falar sobre a situação do esgotamento sanitário no Brasil é um assunto “espinhoso”, imprescindível, mas que raramente faz parte da pauta de campanhas políticas nacionais, estaduais e municipais e de programas de gestão pública de boa parte de municípios deste Brasil de...

© 2018 Todos os direitos reservados.

Blog Cidadãos do Mundo-jornalista Sucena Shkrada Resk