Políticas fragmentadas e mudanças climáticas intensificam crise na África, por Sucena Shkrada Resk

07/08/2012 13:28

07/08/2012 13:28
O grau de vulnerabilidade pelo qual passam os cidadãos de vários países da África se intensificou nos últimos meses, com o quadro de seca e consequente desertificação. Países do Sahel (Chade, Mali, Mauritânia e Níger, Senegal e as regiões do norte do Camarões e Nigéria), do Chifre da África (Somália, Djibuti, Etiópia e Eritréia), o Congo, a Costa do Marfim... passam por uma crise humanitária sem precedentes. Somado a isso, guerras civis - principalmente no Congo, Somália e Senegal, além de registros de violências sexuais em algumas localidades. A desnutrição crônica é real e tem como principais vítimas as crianças.

O "crescimento na economia" africana registrado nos últimos anos (5,2% em 2011), conforme o Relatório do Desenvolvimento Humano de África 2012: em Direção a um Futuro de Segurança Alimentar, do Programa das Nações Unidas sobre Desenvolvimento (PNUD), simplesmente na prática é destoante com o quadro de miserabilidade. Como justificar que praticamente 900 milhões de pessoas estejam subnutridas?

Ao ler as notícias sobre a situação atual dessas mulheres, homens e crianças e fazer um paralelo com o que se torna chamada de capa em dias seguidos pela mídia a fora, eu me pergunto quando iremos acordar para o sentido do que realmente importa na agenda da "sustentabilidade". O Fundo Clima (acordado em Copenhague em 2009) até agora não saiu do papel. A Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP18), em Doha, no Qatar, se aproxima e o que será diferente nas mesas de negociações?

A proposta foi de se destinar o valor de US$ 100 bilhões anuais em financiamento climático até 2020 para facilitar a adaptação de países em desenvolvimento às mudanças climáticas. Até agora não se decidiu de onde serão as fontes. Entre 23 e 25 de agosto haverá uma rodada prévia a respeito, entretanto, o cenário de decisões ainda é complexo com a crise econômica nos EUA e Europa.

O Programa Mundial de Alimentos (PMA) , da ONU, não dá conta de suprir essa escala cada vez maior de necessidades (emergenciais). Ao mesmo tempo, é alarmante que 1,3 bilhão de toneladas de alimentos sejam desperdiçadas no mundo (mais da metade do que é produzido). Um estudo da agência da ONU para Agricultura e Alimentação (FAO) aponta que em países mais pobres ou em desenvolvimento, a maior parte dos alimentos é perdida durante o processo de produção e transporte. Já nos mais ricos, ocorre após a compra pelos consumidores.

Ainda é necessário lembrar do flagelo sobre o Haiti, nas Américas, e a Guerra Civil, na Síria, em que há um número aproximado de três milhões de pessoas que necessitam de ajuda humanitária, nesse contexto, por um período de meses. Tudo isso reflete uma dinâmica de mundo "adoecida". O êxodo de pessoas que tentam escapar das guerras civis, das ditaduras e da fome se alastra pelo mundo. Segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), os refugiados em 2011 da Somália foram 1,1 milhão, do Sudão (500 mil) e República Democrática do Congo (491 mil).

Não há campos de refugiados suficientes (como um paliativo,claro) a todo esse contingente de pessoas...No Quênia, por exemplo, a situação está no extremo há muito tempo...Em 2011, chegaram a se deslocar para lá 566,5 mil pessoas e ao Chade, 366,5 mil.

O ciclo desagregador da desnutrição está associado a quadros epidêmicos, como do cólera. A dificuldade de colheitas cria um mercado especulativo em que o valor dos alimentos básicos encarecem e se soma em muitos países a regimes ditatoriais e a guerras civis.

No Níger, de acordo com a organização humanitária Oxfam, os aumentos chegam à faixa de 50% ao praticado em 2010. Lá estima-se que cerca de 8 milhões de pessoas estão afetadas.

As relações internacionais no campo da cooperação não conseguem suprir o mais básico: além dos gêneros de primeira necessidade, auxiliar na reintegração da condução política transparente e humanitária desses países...da ajuda técnica para as culturas de subsistência, de sistemas de irrigação e de saneamento.

Há ações das mais variadas, mas ainda muito aquém da necessidade real. Aqui no cone Sul, o presidente boliviano, Evo Morales, por exemplo, lançou em junho, a proposta mundial da "quinua" ser uma estratégia contra a fome, tendo em vista, que o grão se aclimata em outras regiões, além dos Andes. O Brasil mantém com a África, o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA-África), que deverá ser desenvolvido em médio prazo inicialmente no Níger, em Maluí, Moçambique, no Senegal e na Etiópia.

Algumas ações isoladas em diferentes países não dão conta dessa desestruturação. Em nações, que sofrem menos que as mais vulneráveis (mas que enfrentam graves problemas), como Moçambique, está havendo investimento em psicultura.

Enquanto isso, o homem se vangloria de ir a Marte e não consegue administrar o mais elementar, que é a vida na Terra.

 

Pesquisar no site

Blog

23/01/2020 12:18

Saúde ambiental: estado de alerta mundial para o coronavírus reflete um desequilíbrio ecossistêmico

Por Sucena Shkrada Resk* Maior parte dos registros de casos, até agora, se concentra na China e em outros países asiáticos A Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu um alerta mundial sobre a propagação do coronavírus (2019-nCoV) e instituiu um comitê de emergência com renomados cientistas...
21/01/2020 13:12

Guerra na Síria: todo o peso da expressão “infância roubada” sobre mais de 5 milhões de crianças

Por Sucena Shkrada Resk* Este é um dos exemplos mais cruéis de obstáculos aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODSs), que se multiplica em outras nações no mundo Quando observamos atentamente as consequências dos oito anos e meio da devastadora Guerra na Síria, alguns dos pontos mais...
17/01/2020 13:45

Ana Maria Primavesi: a pioneira semeadora da Agroecologia

Por Sucena Shkrada Resk* A construção da história se tece com ícones. Quando se trata da Agroecologia, a personagem que emerge é da engenheira agrônoma e Doutora em Cultura de Solos e Nutrição Vegetal Ana Maria Primavesi, que partiu para o outro plano, aos 99 anos, no último dia 5 de janeiro,...
16/01/2020 12:49

O Piroceno chegou e agora?

Por Sucena Shkrada Resk* Os incêndios na Austrália são o alerta mais contundente do aquecimento global na atualidade Nem nos longas-metragens mais dramáticos, poderíamos imaginar o roteiro da vida real de incêndios florestais que atingem com mais intensidade até agora especialmente a Austrália,...
15/01/2020 14:59

As mudanças climáticas desenham o cenário de urgência em saúde, na próxima década

Por Sucena Shkrada Resk Inação diante da crise pode ter um preço muito alto, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) A saúde pública é, em última análise, uma escolha política e a crise climática é uma crise de saúde. Esta afirmação ecoa um dos principais alertas em relatório divulgado neste...
20/10/2019 13:49

O ônus da desigualdade no Brasil

Por Sucena Shkrada Resk* Há uma máxima que deve ser respeitada: os fatos não mentem, quando se trata de analisar a desigualdade socioeconômica no Brasil, que inclui a injustiça ambiental. Os percentuais estatísticos se revelam diariamente, nos trazendo a uma realidade gritante: o país está entre os...
24/08/2019 15:16

A carência de uma visão e ação integradas panamazônicas

Artigo nº 761/Podcast 8 – Blog Cidadãos do Mundo – jornalista Sucena Shkrada Resk Por Sucena Shkrada Resk* Neste ano de 2019, a evidência de posturas de governanças isolacionistas reacende uma discussão nas entranhas sul-americanas. Vivemos décadas após décadas, a carência de uma visão e ação...
13/08/2019 16:32

#ODS_4: O incentivo à leitura forjado em bibliotecas cidadãs

Atitudes de pessoas comuns fazem a diferença em suas comunidades e municípios e são fonte de inspiração em um país no qual o analfabetismo é ainda um desafio a se superar; são exemplos na busca do Objetivo do Desenvolvimento Sustentável 4 (ODS-4), na seara da educação   Por Sucena Shkrada...
06/08/2019 14:02

Poluição do ar: um assunto transversal nos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU

Análise é feita pelo médico-patologista e pesquisador Paulo Saldiva, diretor do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (IEA/USP), em entrevista especial ao Blog Cidadãos do Mundo – jornalista Sucena Shkrada Resk Por Sucena Shkrada Resk* Não é por acaso que o sistema da...
24/07/2019 13:26

Mananciais - Billings exemplifica um dos maiores desafios nas regiões metropolitanas: planejamento urbano

As leis de proteção dos mananciais existem desde os anos 1970 (com atualização em 1997) e o problema da poluição das águas formadoras do reservatório já é discutido desde aquela época. Por Sucena Shkrada Resk* Aos 94 anos, a Represa Billings, na Bacia Hidrográfica do Alto-Tietê, é considerada como...
18/07/2019 12:57

Entrevista - Endocrinologista brasileira alerta sobre os riscos da obesidade na infância e adolescência

FAO avalia a obesidade como uma pandemia mundial e constatação é um dos desafios para o cumprimento de alguns Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, da ONU Por Sucena Shkrada Resk A roupagem da malnutrição se dá de diferentes formas: não só pela fome/subnutrição, mas também pela obesidade, e um...
10/07/2019 17:39

As baleias-jubarte têm muito a nos ensinar

Por Sucena Shkrada Resk* Companheiras, acolhedoras, resilientes, volumosas, ágeis e com um fôlego de dar inveja. Se pensarmos bem, temos muito a aprender com elas. Vocês já descobriram quem são estas personagens com tantos atributos? Não? Então, vamos desvendar este mistério: são as baleias-jubarte...
18/06/2019 13:56

Artigo e Podcast 7 – Blog jornalístico Cidadãos do Mundo: Cidadania ambiental tem rosto e nome

Por Sucena Shkrada Resk* Atitude é tudo, não é? Personagens anônimos nos revelam dia a dia um Brasil rico em significados de cidadania ambiental. Estas experiências vêm ao nosso encontro, quando estamos receptivos e olhamos ao nosso redor. Vivenciei um desses momentos, no último domingo, 16 de...
12/06/2019 13:05

Microplásticos: microscópicos e invasivos

Por Sucena Shkrada Resk* Nós comemos e respiramos microplásticos diariamente. Mesmo parecendo absurdo, isto já é comprovado cientificamente e revela os bastidores da relação de produção, consumo e descarte. Apesar de minúsculos e microscópicos, estes fragmentos menores que cinco milímetros são...
05/06/2019 16:48

Poluição do ar: Qual é o valor de cinco segundos?

Por Sucena Shkrada Resk* A maioria de nós provavelmente nunca pensou quanto valem cinco segundos nos dias de hoje, não é? Valem literalmente uma vida, pois neste curto espaço de tempo morre uma pessoa no mundo em decorrência de doenças associadas à poluição do ar, correspondendo anualmente a 7...
23/05/2019 13:15

Podcast 6 – Blog Cidadãos do Mundo: Assustador é não ouvir mais os zumbidos das abelhas

Por Sucena Shkrada Resk* Ouvir os zumbidos das abelhas para muitos pode ser algo assustador, mas ao contrário do que você possa pensar, mais assustador é justamente não ouvir esses zumbidos. A resposta é simples: esses agentes da natureza responsáveis pela maior parte da polinização no planeta...
21/05/2019 14:33

Brasil sai do protagonismo em decisões internacionais da área ambiental

Por Sucena Shkrada Resk* A linha histórica dos esforços mais intensivos em cooperações multilaterais internacionais no campo ambiental já soma quase meio século, com a Declaração de Estocolmo (1972), mas desde a Segunda Guerra Mundial houve um impulso a este propósito, com a Declaração dos Direitos...
10/05/2019 17:12

O cenário conturbado da gestão ambiental brasileira

Por Sucena Shkrada Resk* A condução da gestão socioambiental no Brasil, neste ano de 2019, causa apreensão aqui e no exterior. Uma série de medidas está sendo tomada pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), sob comando do ministro Ricardo Salles, e tem causado polêmica ao acelerar a redução da...
07/05/2019 10:50

Artigo - Podcast 5 - Blog Cidadãos do Mundo: Um dia de second life nas teias socioambientais

Por Sucena Shkrada Resk* Será possível viver sem utopias? Na concepção de grande parte da humanidade, consciente ou inconscientemente, talvez não. Por quê? Uma das respostas possíveis é um sentimento que nos move e que se chama esperança. O que faríamos sem ela? Neste artigo também na versão do...
04/05/2019 12:49

Podcast 4: Saúde ambiental não existe sem prevenção - um alerta no Brasil

Por Sucena Shkrada Resk*   Neste quarto podcast do meu blog jornalístico Cidadãos do Mundo, falo com vocês a respeito da importância da prevenção na saúde ambiental. É uma questão que está sempre no nosso calcanhar, não é? Quer queira, quer não. E me faz lembrar deste trecho da música dos...

© 2020 Todos os direitos reservados.

Blog Cidadãos do Mundo-jornalista Sucena Shkrada Resk