Especial Desenvolvimento Sustentável (Parte 6): a longevidade diz muito

30/09/2014 16:09

Qualidade de vida e felicidade são componentes que revelam as prioridades de políticas públicas

Por Sucena Shkrada Resk

Diga a verdade! Tem muita gente que quer saber o segredo das japonesas e dos islandeses, não é? Eu me incluo, neste contingente de curiosos. Afinal, segundo o Relatório Mundial da Saúde 2014, da Organização Mundial de Saúde (OMS), as mulheres da ‘terra do sol nascente’ chegam à expectativa média de vida de 87 anos e no país nórdico, os homens, a 81 anos. São os que mais vivem no mundo, em sua maioria, lúcidos e felizes, lembrando que há nestas populações, muitos centenários. O reverso da moeda, em que a longevidade é reduzida, é retratado nos países da África Subsaariana, onde a média é de 55 anos. Por que será? Uma das respostas para isso se encontra no exercício de políticas públicas sustentáveis, que colocam a qualidade de vida como premissa de desenvolvimento. Aí está uma boa dica para os gestores avaliarem, às vésperas do Dia Internacional do Idoso (1º/10) e com a projeção de um mundo em 2050, com mais de 9,6 bilhões de pessoas.

No caso do Japão, de acordo com os pesquisadores do Departamento de Política Global de Saúde da Universidade de Tóquio, a maior expectativa de vida está relacionada ao investimento contínuo do Estado viabilizando o acesso dos habitantes a medidas de saúde pública, dieta equilibrada (arroz, peixes, vegetais e frutas...), educação, cultura e também a atitudes de higiene introduzidas nos hábitos cotidianos da população. Exercitar a mente e corpo se torna algo motivador ao longo da vida dessas pessoas, segundo relatos de seus habitantes mais velhos, em reportagens veiculadas nos últimos anos.

É pertinente destacar que este arquipélago, com 372 mil quilômetros quadrados e população na casa de 128 milhões de pessoas, está localizado no leste asiático, banhado pelo Pacífico, e é um dos países que mais enfrenta terremotos e erupções vulcânicas no mundo e está na maior parte do ano, sob temperaturas bem baixas. Apesar dessas características adversas e de ter superado os efeitos desastrosos da Segunda Guerra Mundial, está entre os países com maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) no planeta (0,890). Essa métrica, no âmbito da Organização das Nações Unidas (ONU) avalia dados sobre longevidade, renda e educação e tem parâmetros de 0 a 1.

O pesquisador japonês Kenji Shibuya, que liderou o estudo sobre a longevidade, explicou em entrevista concedida à BBC de Londres, que ações públicas de campanhas, no controle da pressão arterial, na redução do consumo de sal, e a cobertura com medicamentos anti-hipertensivos e com o seguro nacional de saúde foram essenciais neste processo, iniciado nos anos 60. Por outro lado, o país também enfrenta seus desafios quanto ao aumento de casos de suicídio e de tabagismo e alcoolismo, que revelam as implicações do desemprego e da crise econômica. São os traços do capitalismo que requerem aprimoramento na contemporaneidade.

Mas com certeza, ter a vida de centenária, lúcida, como de Misao Okawa, da cidade de Osaka, que completou em 2014, 116 anos, não é para qualquer um.  O país tem mais de 54 mil centenários registrados. Algo difícil de acreditar,  mas é verdade.

Bem, por outro lado, a  pequena Islândia, com 102,8 mil quilômetros quadrados, banhada pelo oceano Atlântico Norte,  próxima ao círculo polar ártico, é também um dos países com maior IDH - 0,895 - no mundo.  Como o Japão, também é insular e vulcânico e tem forte dependência da pesca. Um traço interessante entre os dois, que revelam os desafios geográficos e climáticos que conseguem administrar. E é neste país, que está ocorrendo o mapeamento do genoma de boa parte da população. Lá o Estado tem o controle da economia, e a previdência social é considerada uma das mais avançadas.

Tanto no Japão como na Islândia, morrer por diarreia, desnutrição, parto prematuro ou de cardiopatias é mais difícil justamente porque suas políticas públicas favorecem um alicerce sólido para suas populações terem acesso à estrutura permanente de atendimento à saúde (partindo da prevenção) e educação básica até o ensino superior e nutrição balanceada. Esses aspectos são associados à valorização do indivíduo e de seu papel na coletividade, o que, de certa forma, infere o conceito de felicidade.

E falando em felicidade, acredito que de alguma forma, até subliminar,  o exemplo da Felicidade Interna Bruta, do Butão, que começou a ganhar espaço a partir dos anos 70, seja um ingrediente para essa longevidade. Nesta hora, Oriente e Ocidente se misturam. A pegada, neste caso, é visualizar o desenvolvimento econômico integrado ao psicológico, cultural e espiritual em harmonização com o planeta.

Veja também outros artigos que escrevi sobre os temas acima, no Blog Cidadãos do Mundo – jornalista Sucena Shkrada Resk:
29/09/2014 - Especial Desenvolvimento Sustentável (Parte 5): a Cúpula do Clima e a posição polêmica brasileira

22/09/2014 – Especial Desenvolvimento Sustentável (Parte 4): caminhada pelo clima, sociedade quer ser ouvida 
16/09/2014 – Especial Desenvolvimento Sustentável (Parte 3):  de olho na justiça climática 
15/09/2014 - Especial Desenvolvimento Sustentável (Parte 2): os desafios dos ODM aos ODS no Brasil 
12/09/2014 – Especial Desenvolvimento Sustentável – Como sair do ciclo dos gabinetes?  
18/03/2013 - A métrica da felicidade na agenda sustentável
01/11/2012 - Domenico De Masi : 2020 em 10 tendências
09/11/2011 - Neide Duque: habitação digna na maior idade
09/11/2011 - Refletindo sobre o Estado do Futuro/Projeto Millennium
08/03/2011  A busca pela Felicidade Interna Bruta
12/10/2009 - Brasil: Estamos preparados para envelhecer?
23/11/2009  A felicidade construída pelo Butão
22/11/2009  EIMA7: saberes e proatividade regem o desenvolvimento sustentável
25/05/2008 - Especial Brasil/Japão - O fenômeno dekassegui

*Blog Cidadãos do Mundo – jornalista Sucena Shkrada Resk

Pesquisar no site

Blog

29/05/2020 13:00

Parte 10 – Estudo aponta o risco associado da desintegração ecológica com a origem de mais doenças infecciosas como a Covid-19

Por Sucena Shkrada Resk* Surtos epidêmicos entre humanos, com início em doenças zoonóticas, se tornam mais prováveis A The Wildlife Conservation Society lançou um documento, neste mês de maio, que alerta sobre o perigo que ronda a humanidade com a possibilidade de mais surtos epidêmicos e pandemias...
28/05/2020 09:58

Parte 9 – Mais de 40 milhões de vozes da área da saúde clamam por um meio ambiente saudável ao G20 no contexto da pandemia

Por Sucena Shkrada Resk* Carta foi encaminhada, nesta semana, aos líderes do grupo das 20 nações com as maiores economias mundiais, incluindo o Brasil, e clama pela necessidade de combate à poluição atmosférica “...Antes da Covid-19, a poluição do ar - principalmente originária do tráfego, uso...
26/05/2020 13:00

Parte 8: O papel estratégico da conservação da saúde ambiental no enfrentamento à Covid-19 no Brasil

Por Sucena Shkrada Resk* Mídia ambiental está atenta ao processo de desestruturação nesta agenda, que pode ser uma porta aberta também para avanços de epidemias A saúde ambiental brasileira está seguindo para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Nunca foi tão necessário evocar esta analogia com...
25/05/2020 14:32

Parte 7 – A corrente de humanização que se tece em tempos da pandemia da Covid -19

Por Sucena Shkrada Resk* Campanhas pelo país impulsionam o exercício de empatia e desprendimento Uma das características singulares que emerge em tempos de crise é a humanização, que vem carregada daquela palavra ‘aconchegante’ chamada empatia. Problemas da sociedade moderna já existentes se...
22/05/2020 13:56

Parte 6: o impacto na saúde mental em tempos de pandemia da Covid-19

Por Sucena Shkrada Resk* OMS lança documento em maio e iniciativas se multiplicam no Brasil No conjunto de complexidades a respeito dos impactos da pandemia da Covid-19, a saúde mental ganha projeção em recentes pesquisas, e os comprometimentos são avaliados como “extremamente preocupantes”,...
29/04/2020 15:28

Parte 5: #Covid19 e a valorização da pesquisa científica

Por Sucena Shkrada Resk* Esta pandemia reitera o quanto é crucial o investimento no capital humano científico Nós, individualmente e como integrantes do coletivo da humanidade procuramos um norte, nesta pandemia da Covid-19. Neste horizonte de incertezas, a “bússola” leva a uma área que nos últimos...
22/04/2020 16:34

Parte 4 – Em tempos de #Covid19 e #mudançasclimáticas

No Dia Mundial da Terra, a reflexão sobre novos paradigmas de desenvolvimento Por Sucena Shkrada Resk* A expressão “em tempos de #Covid19 ou de #Coronavírus tem se fixado em nossas mentes para definir o atual momento histórico em que vivemos nos últimos meses. Este ano de 2020 definitivamente é...
07/04/2020 14:31

Parte 3: A Covid 19 e os desafios de nossos defensores no front de batalha

Neste Dia Mundial da Saúde (07/04), fica o alerta em defesa de nossos profissionais da área da saúde Por Sucena Shkrada Resk* A batalha contra a Covid-19 está resultando em muitas baixas no front, em todo o mundo. No município de São Paulo, o médico socorrista Paulo Fernando, 56 anos; o enfermeiro...
30/03/2020 10:30

Parte 2: A espiral do novo coronavírus expõe a janela da fragilidade aberta no Antropoceno

Com a pandemia da Covid-19, somos obrigados a descobrir novos caminhos para a humanidade Por Sucena Shkrada Resk* Existem algumas guerras que não são estruturadas com armamentos bélicos e que são tão devastadoras quanto a estes conflitos geopolíticos que têm assolado a humanidade, como a 1ª e 2ª...
10/03/2020 10:36

Um tipo de pressão transversal de obsolescência programada ronda unidades de conservação marinha brasileiras?

Legislação do SNUC pode ser colocada em xeque, se UCs marinhas forem expostas à maior vulnerabilidade  Por Sucena Shkrada Resk* Após duas décadas da criação do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC - LEI 9.985/2000), o Brasil se depara hoje com a possibilidade de...
03/03/2020 16:20

Água: no eixo central nos cenários de conflito no mundo

Por Sucena Shkrada Resk* A água, apesar de ser um direito humano, tem sido menosprezada através dos séculos no planeta. Experiências que exemplificam este extremo são vivenciadas diariamente por meio de conflitos contemporâneos com relação aos recursos hídricos, cada vez mais escassos, em nações...
27/02/2020 13:22

Pela quarta vez, é prorrogado prazo de obrigatoriedade dos Planos Municipais de Saneamento no Brasil

A falta de comprometimento efetivo com a infraestrutura ainda é um desafio na esfera de mais da metade dos governos locais. Novo prazo estabelecido pelo Governo Federal é 31 de dezembro de 2022. Sucena Shkrada Resk* Cumprimento de prazos, eis um “calcanhar de aquiles” na agenda de políticas...
19/02/2020 17:02

Brasil ocupa o primeiro lugar em casos de dengue nas Américas

Cenário exige campanhas permanentes para combater criadouros do vetor Aedes aegypti Por Sucena Shkrada Resk* Quando a pauta é saúde ambiental, o Brasil tem trilhado uma linha tênue e perigosa, nos quesitos precaução, prevenção e efetividade, desde a esfera municipal à federal, quando se trata da...
14/02/2020 10:40

Antártica, 20 graus: o continente gelado emite sinal de alerta

Registro de recorde não é motivo de celebração Por Sucena Shkrada Resk* Nem sempre os recordes são sinais de celebração. O que dizer, então, sobre o registro da temperatura de 20,75 graus C na Ilha Seymour, na Antártica, no último dia 9 de fevereiro? É bom frisar – GRAUS POSITIVOS, no continente...
13/02/2020 16:09

Gafanhotos-do-deserto expõem os extremos da crise climática na África

Situação atual em vários países do continente é avaliada como sem precedentes, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU) Por Sucena Shkrada Resk* A palavra “extremo” permite resumir o quadro complexo e caótico que países da África Oriental estão vivenciando desde dezembro do ano passado e que...
12/02/2020 14:28

Adaptação à Mudança do Clima: do papel à ação, uma longa distância

Reflexo de temporal em SP, nesta semana, abre uma discussão importante sobre o papel do planejamento urbano Por Sucena Shkrada Resk*  Vocês já devem ter ouvido dizer pelo menos uma vez que o Brasil é um dos países com maior arcabouço legal na área socioambiental. Isso não quer dizer,...
04/02/2020 12:41

“Eu quero minha história de volta”, diz ex-moradora de Paracatu de Baixo, MG

Desabafo ocorre sobre recordações dos impactos do rompimento de duas barragens de rejeito da Samarco Por Sucena Shkrada Resk*, em Mariana (MG) “Levaram embora nossa história, eu não me sinto feliz”. Com esta frase, M.C.S., 45 anos, antiga moradora da comunidade de Paracatu de Baixo, subdistrito a...
03/02/2020 11:22

Minas Gerais: um recorte sobre os abalos sísmicos e a gestão de riscos

Por Sucena Shkrada Resk* O Brasil tem na casa de 500 abalos sísmicos anualmente e pouca gente tem conhecimento disso. Minas Gerais é um dos estados que historicamente registra os maiores números de terremotos no país (a maioria entre 1 e 4 graus na Escala Richter, que vai até 10 graus), o que é um...
23/01/2020 12:18

Saúde ambiental: estado de alerta mundial para o coronavírus reflete um desequilíbrio ecossistêmico

Por Sucena Shkrada Resk* Maior parte dos registros de casos, até agora, se concentra na China e em outros países asiáticos A Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu um alerta mundial sobre a propagação do coronavírus (2019-nCoV) e instituiu um comitê de emergência com renomados cientistas...
21/01/2020 13:12

Guerra na Síria: todo o peso da expressão “infância roubada” sobre mais de 5 milhões de crianças

Por Sucena Shkrada Resk* Este é um dos exemplos mais cruéis de obstáculos aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODSs), que se multiplica em outras nações no mundo Quando observamos atentamente as consequências dos oito anos e meio da devastadora Guerra na Síria, alguns dos pontos mais...

© 2020 Todos os direitos reservados.

Blog Cidadãos do Mundo-jornalista Sucena Shkrada Resk