Domenico De Masi : 2020 em 10 tendências, por Sucena Shkrada Resk

01/11/2012 14:31

Criatividade e concretude; uma ação conectada à outra. É dessa forma que o criador do conceito do “ócio criativo” (que resumidamente propõe o equilíbrio entre trabalho, estudo e lazer), o sociólogo italiano, Domenico De Masi https://www.domenicodemasi.it/pt faz a sua leitura sobre o poder que temos de promover a felicidade a caminho de uma sociedade pós-industrial, com o perfil acentuado em serviços. “O inimigo da criatividade é a burocracia, que afeta desde o núcleo familiar, como também o medo. Para combatê-lo, é preciso que haja uma coragem tranqüila”, aconselha.

Visitante contínuo do Brasil, ele esteve no dia 31 de outubro, em evento promovido pelo movimento Paulista Viva e Sustentável, em São Paulo, para tratar da análise “2020 – Dez tendências”, resultado de trabalho que realiza anualmente com um conjunto de especialistas mundiais, que iniciaram reflexões sobre a construção de cenários para 2020, há dez anos, em Pequim. As abordagens giram em torno de longevidade, tecnologia, economia, trabalho, virtualidade, lazer, androgenia, ética, estética e cultura.

Com relação ao Brasil, De Masi alerta: “O país precisa criar o seu próprio modelo de desenvolvimento (diferente do Beijing consensus e do Washington consensus), no qual a criatividade passe dos pequenos para os maiores”. Como exemplo, cita a experiência do projeto de formação de Orquestras iniciado pelo italiano José Antonio Abreu (https://www.ted.com/talks/lang/pt-br/jose_abreu_on_kids_transformed_by_music.html), que já se difundiu em mais de 90 núcleos, em especial, na Venezuela, com a participação de crianças e jovens de baixa renda.

Dez tendências para 2020

O estudo “Dez Tendências – 2020” aponta um mundo ainda polarizado, mas que começa a emergir, aos poucos, as características positivas do ócio criativo, em sua opinião. Eticamente ainda precisará evoluir, já que apesar de ficar mais rico, ainda será desigual.

No quesito da longevidade, expõe a expectativa de um planeta com mais 1 bilhão de pessoas daqui oito anos. Ao mesmo tempo, se estima que haverá um bilhão de obesos e a acentuação do envelhecimento será mais tardia e deverá ocorrer nos últimos anos de vida das pessoas. E nessa circunstância, as despesas farmacêuticas serão equivalentes a todo dinheiro gasto em medicamentos na vida. Diante dessa projeção, é perceptível que o questionamento sobre o consumo permeia essas situações.

Nesse mundo que caminha para um contexto cada vez mais high tech, no documento, é descrito um cenário marcado pela engenharia genética, em que robôs serão dotados de empatia (uma característica afetiva) e os chips terão o tamanho de um neurônio. O sociólogo provoca – “Mas como transferir um patrimônio que caberá no bolso para o cérebro?, ...tendo em vista que apesar da acessibilidade, há grande necessidade de empenho da inteligência?”.

A perspectiva da economia em 2020 revela uma China com Produto Interno Bruto (PIB) igual ao dos Estados Unidos e 15 megalópoles com mais de 25 mi habitantes. Novos grupos de países se constituem. Entre eles, o Civets, com Colômbia, Indonésia, Vietnã, Turquia e África do Sul. Nesse realinhamento, no entanto, o primeiro mundo ainda manterá a supremacia na produção de ideias, o que exige maior amadurecimento dos países em desenvolvimento e menos desenvolvidos.

E qual é o perfil de trabalho daqui a oito anos? A tendência projetada é de que seja composto por 30% de criativos, com mais garantias e melhor retribuição e 40% de funcionários executivos, com menos garantias. Os restantes (denominados de Neets) terão direito ao consumo, mas não à produção. Setenta por cento dos trabalhadores deverão estar no setor terciário.

Ao se observar tanto os campos da economia como do trabalho, a balança da desigualdade ainda define o perfil desse mundo do amanhã. A estética será um dos maiores fatores competitivos.

Nesse ritmo frenético, que será cada vez mais encampado por uma “nuvem de virtualidade”, segundo os especialistas, a privacidade tende a desaparecer. Já na área cultural, a faceta digital também irá suplantar a analógica e a energia e a ecologia serão problemas primários.

Bons sinais
Quanto ao lazer, é estimado que os jovens na faixa de 20 anos terão 265 mil horas de tempo livre à sua frente e a expectativa, de acordo com De Masi, é que se trabalhe e produza riqueza, estude e produza saber, e ao mesmo tempo se divirta (introduza o conceito do ócio criativo).

O poder feminino é visto como uma tendência positiva a se expandir em 2020. Nessa projeção, as mulheres viverão três anos mais que os homens e já representarão 60% dos estudantes de pós-graduação. Os valores femininos da estética, subjetividade, emotividade e flexibilidade começarão a ser dominados pelo sexo oposto. “O homem hoje ficou obtuso por ficar muitas horas preso nos escritórios e na unicidade de interesses”, considera o sociólogo.

 

Pesquisar no site

Blog

29/11/2015 13:04

Crônicas de uma urbanóide na vida rural: superando os medos e mitos sobre uma caranguejeira

Por Sucena Shkrada Resk Já era noite e estava dentro de casa, no quarto, quando vi próximo ao guarda-roupa uma enorme aranha –caranguejeira. Até então, só tinha visto em alguns locais externos, em viagens, mas não tão pertinho, nesta experiência de quase um ano vivendo em uma cidade com perfil...
05/11/2015 03:55

PEC 215: a quem interessa sua aprovação?

Por Sucena Shkrada Resk Compreender as motivações da política partidária não é uma tarefa fácil para qualquer um de nós, cidadãos comuns, que não vivenciamos regularmente os bastidores.. Entretanto, alguns temas em pauta no Congresso chamam a atenção. E um deles é a recente aprovação feita por uma...
01/11/2015 14:23

Mudanças climáticas: a COP21 das utopias

Por Sucena Shkrada Resk O que seria de nós, seres humanos, sem a possibilidade de desenvolver o pensamento utópico? Hoje resolvi narrar o meu discurso com esse princípio sobre a condução do combate ao aceleramento das mudanças climáticas e do aquecimento global, em que o palco das discussões é a...
20/09/2015 22:15

Amazônia: um lamento dos sem-árvore

Por Sucena Shkrada Resk Onde estão os anus-pretos, que faziam as travessias aéreas sobre as estradas de terras e a vegetação?  E os casais de araras-vermelhas que passeavam sob o céu azul, seguindo a caminho da floresta com suas árvores e copas densas? Agora, nem flagrar um tatu está sendo...
30/08/2015 15:34

Rumo à COP21: o desmatamento na Amazônia continua a ser um desafio

  Por Sucena Shkrada Resk Dados recentes divulgados pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) apontam que houve um aumento de 63% no desmatamento na Amazônia Legal, no período de agosto a julho (2014-2015), com 3.322 km2 comparativamente ao mesmo período entre 2013-2014, com...
19/08/2015 11:16

Sim, todos nós precisamos das abelhas...

Por Sucena Shkrada Resk Onde estão as abelhas, os principais polinizadores do planeta? Quantas vezes temos ouvido esta pergunta nos últimos anos se acentuando cada vez mais, desde os anos 90? O desaparecimento ocorre gradativamente por causa da intervenção humana, isso já é uma constatação. Mas o...
31/07/2015 12:48

Marcelo Munduruku: quando a natureza e o ser humano traduzem uma única essência

O Projeto Vozes dos Biomas – jornalista Sucena Shkrada Resk tem como terceiro entrevistado, Marcelo Munduruku, de Juara, MT, do bioma amazônico. Confira a entrevista que fiz no último dia 16, no...
19/07/2015 14:15

Extrativismo sustentável, dobradinha que inclui conservação e geração de renda

Por Sucena Shkrada Resk Autonomia e empoderamento. Dobradinha poderosa e indispensável. Quando nos deparamos com boas práticas, que envolvem a agricultura familiar, vale a pena compartilhar estas experiências. Lidar com a terra, além de sensibilidade tem muito de matemática. Quem só retira e não...
12/07/2015 12:57

Chapada dos Guimarães: uma aula prática de Cerrado

Texto e fotos: Sucena Shkrada Resk Para qualquer lado que se olhe, o Cerrado é um bioma que revela cenários diferenciados, no Centro-Oeste brasileiro. A região da Chapada dos Guimarães, a cerca de 60 km de Cuiabá, Mato Grosso, é um dos locais mais especiais desse pedaço do Brasil, também...
05/07/2015 13:49

Resíduos sólidos: prorrogar lixões revela um Brasil atrasado

Por Sucena Shkrada Resk A discussão sobre a gestão dos resíduos sólidos no Brasil revela a fragilidade que vivemos em nosso país. A Política Nacional (Lei  12305, de 2010), que veio com um arcabouço importante, foi perdendo força com o passar do tempo, em vários aspectos, por causa da...
21/06/2015 17:01

Marco da biodiversidade: muito além do papel

Por Sucena Shkrada Resk Os processos de conquista de direitos socioambientais no Brasil são árduos, porque por muitas vezes, ficam circunscritos a belas palavras dispostas no papel, que não se traduzem em regulamentação e prática.  O recente Marco da Biodiversidade brasileiro (Lei 13.123),...
23/04/2015 12:18

Parque Nacional da Serra da Capivara (PI): um patrimônio mundial a céu aberto

Texto e fotos: Sucena Shkrada Resk Um ano de maturação até conseguir conhecer o Parque Nacional da Serra da Capivara (PI), a Fundação Museu do Homem Americano (Fumdham) e a Cerâmica da Serra da Capivara, em novembro de 2014. Foi praticamente um período de gestação, que gerou alguns "filhos"...
04/04/2015 20:18

Um dia no “Velho Chico”

Crédito das fotos: Sucena Shkrada Resk Por Sucena Shkrada Resk “Descoberta e sensação de pertencimento”. Essas talvez sejam as palavras certas para definir o que me acompanhou há alguns meses, em uma viagem ao Nordeste, quando parti para a navegação fluvial no “Velho Chico”. Até hoje, essa...
18/02/2015 12:50

Ana das Carrancas, uma personagem ligada ao "Velho Chico"

Fotos: Sucena Shkrada Resk Por Sucena Shkrada Resk  A ‘dama de barro’. Assim era conhecida Ana das Carrancas, que se tornou uma personagem cultural reconhecida em Pernambuco e no Brasil, por seus trabalhos moldados no barro às margens do rio São Francisco, na região de Petrolina. A artista...
08/02/2015 12:01

Castanheira viva, um sinal da floresta em pé

crédito das fotos: Sucena Shkrada Resk   Por Sucena Shkrada Resk Mais que sombra, mais que frutos, a castanheira viva é símbolo da floresta em pé no bioma amazônico. Alta, soberana, se destaca na paisagem, mas depende de seus pares nativos de outras espécies para ficar vigorosa. Pode atingir...
26/01/2015 13:06

As perguntas encontram sentido nas coisas aparentemente miúdas

Por Sucena Shkrada ReskUm dia estava eu na atmosfera paulista da mata atlântica, vivendo um cotidiano entre São Caetano do Sul e São Paulo, e no outro já estava fincando os pés em Alta Floresta e depois, em Cotriguaçu, na Amazônia matogrossense. Um mero deslocamento geográfico e de bioma? Não,...
10/01/2015 15:18

Nivaldo, o artesão: uma história enraizada na Serra da Capivara (PI)

O oleiro e artesão Nivaldo Coelho de Oliveira é o segundo personagem entrevistados pelo Projeto Vozes dos Biomas - jornalista Sucena Shkrada Resk, na Serra da Capivara   Bioma Caatinga Entrevistado (2): artesão Nivaldo Coelho de Oliveira, 82 anos, da Cerâmica Serra da Capivara obs: auxiliou a...
08/01/2015 09:42

Vozes dos Biomas: início de um ideal jornalístico

Por Sucena Shkrada Resk  #Vozesdosbiomas - #Jornalismoambiental   Estou divulgando hoje uma iniciativa de jornalismo audiovisual socioambiental que estou gestando há quase dois anos: Projeto Vozes dos Biomas -  jornalista Sucena Shkrada Resk, e dei início neste mês. Como o...
03/01/2015 13:42

Mafalda, a COP20, o estado do mundo e do Brasil

Exposição "O Mundo segundo Mafalda", em cartaz gratuitamente na Praça das Artes, em São Paulo. (Crédito das fotos: Sucena Shkrada Resk) Por Sucena Shkrada Resk A eterna Mafalda completou meio século e continua sagaz como sempre. A personagem carismática criada pelo cartunista argentino Quino tem...
14/12/2014 22:00

Paranapiacaba: um manancial estratégico na Mata Atlântica

Em Parque Natural Municipal ficam nascentes do rio Grande, principal formador da represa Billings Por Sucena Shkrada Resk(texto e fotos) A água brota da terra, de forma quase imperceptível e continuamente. É preciso fixar os olhos para perceber esse delicado processo natural. Na superfície, mais...

© 2018 Todos os direitos reservados.

Blog Cidadãos do Mundo-jornalista Sucena Shkrada Resk