Domenico De Masi : 2020 em 10 tendências, por Sucena Shkrada Resk

01/11/2012 14:31

Criatividade e concretude; uma ação conectada à outra. É dessa forma que o criador do conceito do “ócio criativo” (que resumidamente propõe o equilíbrio entre trabalho, estudo e lazer), o sociólogo italiano, Domenico De Masi https://www.domenicodemasi.it/pt faz a sua leitura sobre o poder que temos de promover a felicidade a caminho de uma sociedade pós-industrial, com o perfil acentuado em serviços. “O inimigo da criatividade é a burocracia, que afeta desde o núcleo familiar, como também o medo. Para combatê-lo, é preciso que haja uma coragem tranqüila”, aconselha.

Visitante contínuo do Brasil, ele esteve no dia 31 de outubro, em evento promovido pelo movimento Paulista Viva e Sustentável, em São Paulo, para tratar da análise “2020 – Dez tendências”, resultado de trabalho que realiza anualmente com um conjunto de especialistas mundiais, que iniciaram reflexões sobre a construção de cenários para 2020, há dez anos, em Pequim. As abordagens giram em torno de longevidade, tecnologia, economia, trabalho, virtualidade, lazer, androgenia, ética, estética e cultura.

Com relação ao Brasil, De Masi alerta: “O país precisa criar o seu próprio modelo de desenvolvimento (diferente do Beijing consensus e do Washington consensus), no qual a criatividade passe dos pequenos para os maiores”. Como exemplo, cita a experiência do projeto de formação de Orquestras iniciado pelo italiano José Antonio Abreu (https://www.ted.com/talks/lang/pt-br/jose_abreu_on_kids_transformed_by_music.html), que já se difundiu em mais de 90 núcleos, em especial, na Venezuela, com a participação de crianças e jovens de baixa renda.

Dez tendências para 2020

O estudo “Dez Tendências – 2020” aponta um mundo ainda polarizado, mas que começa a emergir, aos poucos, as características positivas do ócio criativo, em sua opinião. Eticamente ainda precisará evoluir, já que apesar de ficar mais rico, ainda será desigual.

No quesito da longevidade, expõe a expectativa de um planeta com mais 1 bilhão de pessoas daqui oito anos. Ao mesmo tempo, se estima que haverá um bilhão de obesos e a acentuação do envelhecimento será mais tardia e deverá ocorrer nos últimos anos de vida das pessoas. E nessa circunstância, as despesas farmacêuticas serão equivalentes a todo dinheiro gasto em medicamentos na vida. Diante dessa projeção, é perceptível que o questionamento sobre o consumo permeia essas situações.

Nesse mundo que caminha para um contexto cada vez mais high tech, no documento, é descrito um cenário marcado pela engenharia genética, em que robôs serão dotados de empatia (uma característica afetiva) e os chips terão o tamanho de um neurônio. O sociólogo provoca – “Mas como transferir um patrimônio que caberá no bolso para o cérebro?, ...tendo em vista que apesar da acessibilidade, há grande necessidade de empenho da inteligência?”.

A perspectiva da economia em 2020 revela uma China com Produto Interno Bruto (PIB) igual ao dos Estados Unidos e 15 megalópoles com mais de 25 mi habitantes. Novos grupos de países se constituem. Entre eles, o Civets, com Colômbia, Indonésia, Vietnã, Turquia e África do Sul. Nesse realinhamento, no entanto, o primeiro mundo ainda manterá a supremacia na produção de ideias, o que exige maior amadurecimento dos países em desenvolvimento e menos desenvolvidos.

E qual é o perfil de trabalho daqui a oito anos? A tendência projetada é de que seja composto por 30% de criativos, com mais garantias e melhor retribuição e 40% de funcionários executivos, com menos garantias. Os restantes (denominados de Neets) terão direito ao consumo, mas não à produção. Setenta por cento dos trabalhadores deverão estar no setor terciário.

Ao se observar tanto os campos da economia como do trabalho, a balança da desigualdade ainda define o perfil desse mundo do amanhã. A estética será um dos maiores fatores competitivos.

Nesse ritmo frenético, que será cada vez mais encampado por uma “nuvem de virtualidade”, segundo os especialistas, a privacidade tende a desaparecer. Já na área cultural, a faceta digital também irá suplantar a analógica e a energia e a ecologia serão problemas primários.

Bons sinais
Quanto ao lazer, é estimado que os jovens na faixa de 20 anos terão 265 mil horas de tempo livre à sua frente e a expectativa, de acordo com De Masi, é que se trabalhe e produza riqueza, estude e produza saber, e ao mesmo tempo se divirta (introduza o conceito do ócio criativo).

O poder feminino é visto como uma tendência positiva a se expandir em 2020. Nessa projeção, as mulheres viverão três anos mais que os homens e já representarão 60% dos estudantes de pós-graduação. Os valores femininos da estética, subjetividade, emotividade e flexibilidade começarão a ser dominados pelo sexo oposto. “O homem hoje ficou obtuso por ficar muitas horas preso nos escritórios e na unicidade de interesses”, considera o sociólogo.

 

Pesquisar no site

Blog

12/09/2014 12:18

Especial - Desenvolvimento Sustentável: como sair do círculo dos gabinetes?

Por Sucena Shkrada Resk O tempo passa e já faz dois anos que ocorreu a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), no Rio de Janeiro, quando surgiu a tarefa de as nações estabelecerem consensualmente as metas dos chamados Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS),...
08/09/2014 14:47

Recursos hídricos: o exercício de conservação por microbacias

Por Sucena Shkrada Resk A busca por alternativas eficientes para a gestão dos recursos hídricos se torna cada vez mais constante. Uma das alternativas para otimizar esforços e ao mesmo tempo envolver mais de perto a comunidade são gestões focadas nas microbacias hidrográficas. Neste sentido, um...
04/09/2014 14:09

Onde está a vulnerabilidade social no estado de São Paulo

Por Sucena Shkrada Resk As generalizações são capazes de esconder os aspectos de vulnerabilidade social do estado mais rico do Brasil: São Paulo. Neste ponto, as pesquisas auxiliam a colocar à tona estas questões, que são cruciais para revelar para a sociedade quais são as pautas que devem ser...
03/09/2014 19:44

José Pacheco fala da importância dos educadores no Brasil

crédito da foto: Sucena Shkrada Resk   Por Sucena Shkrada Resk “Antes pensava de forma etnocêntrica e considerava que o desenvolvimento pedagógico estava concentrado na Europa. Quando descobri os avanços no Brasil, desfiz essa visão equivocada, e avaliei que o país está entre os primeiros...
02/09/2014 16:49

O Código Florestal e a influência na gestão das águas

Por Sucena Shkrada Resk Dois anos após a aprovação da atual legislação florestal brasileira, lei 12651 (de 25 de maio de 2012), ocorreu no último dia 31 de agosto, a pré-estreia do documentário A Lei da água: novo Código Florestal, sob direção de André Vilela D`Elia e produção de Fernando...
01/09/2014 15:21

Oceanos com sua biodiversidade costeira e marinha: documentar para conservar

Por Sucena Shkrada Resk  Existe uma máxima que faz todo sentido. Se você não conhece e nem sequer se sente parte da imensidão azul, que são nossos oceanos e sua biodiversidade, como pode perceber que é responsável por sua conservação? Pensando nisso, a figura do documentarista, que também é um...
29/08/2014 18:09

Alerta vermelho ao estado de conservação da biodiversidade costeira e marinha brasileira

crédito da foto: Sucena Shkrada Resk  Por Sucena Shkrada Resk As analogias, por muitas vezes, facilitam a melhor absorção das conexões dos fatos. Sendo assim, se aqui no Brasil, colocarmos o ecossistema costeiro e marinho no lugar do paciente e a sociedade, os gestores e legisladores no papel...
27/08/2014 17:07

Livros recheados de ternura

crédito da foto: Sucena Shkrada Resk Por Sucena Shkrada Resk, Quinze anos se passaram, mas para a pedagoga mineira Mirtes de Souza, 60 anos, radicada em São Paulo, é como se fosse hoje. A presidente do Movimento de Mulheres do Jardim Comercial lembra bem das palavras de sua filha à época – “Mãe,...
22/08/2014 17:26

Memória - Almirante Ibsen: um defensor do conservacionismo

Por Sucena Shkrada Resk Saber do falecimento do almirante Ibsen de Gusmão Câmara, no último dia 31 de julho deste ano, me causou num primeiro momento tristeza, mas ao mesmo tempo fiquei feliz por ter tido a oportunidade de ter conhecido um pouco de sua contribuição em vida. Uma semana antes de...
21/08/2014 11:08

Suassuna, um brasileiro travestido de “esperança”

Por Sucena Shkrada Resk Foto (Acervo pessoal: Sucena Shkrada Resk/abril 2011) “O otimista é um tolo. O pessimista, um chato. Bom mesmo é ser um realista esperançoso”. Frase inesquecível do dramaturgo, poeta e romancista paraibano Ariano Suassuna (1927-2014), que penetra em nossas reflexões, por...
20/08/2014 14:35

Cantareira expõe a fragilidade do sistema de abastecimento

(Como entender a gestão das águas em SP – parte 3) Por Sucena Shkrada Resk Como dizia o pensador Heráclito de Éfeso, as águas de um mesmo rio nunca são as mesmas águas. Metaforicamente essa constatação cai como luva, quando se trata do atual quadro do Sistema Cantareira, que abastece cerca de 12...
18/08/2014 17:12

Qualidade das águas em SP (Como entender a gestão das águas - parte 2)

Por Sucena Shkrada Resk Os principais cursos d´água do estado de São Paulo apresentam baixo Índice de Qualidade das Águas (IQA), de acordo com a avaliação 2013, da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), que observa a diluição de efluentes, em especial de origem doméstica, com...
15/08/2014 18:37

Como entender a gestão das águas, no estado de SP (parte 1)

Por Sucena Shkrada Resk Compreender como funcionam os mecanismos internos de gestão das águas e qual é o grau de participação da sociedade, em parte, facilita a cobrança feita por qualquer um de nós, como cidadãos, da melhoria da atuação dos órgãos públicos, na gestão desses recursos. Para entender...
14/08/2014 14:51

Ebola: uma emergência mundial sem fronteiras, por Sucena Shkrada Resk

As emergências mundiais em saúde se alternam de tempos em tempos e hoje, sem dúvida, a incidência do vírus Ebola na região ocidental do continente africano, é o que mais causa apreensão. São mais de mil mortes e 1,8 mil casos até agora registrados, de acordo com a Organização Mundial da Saúde...
13/08/2014 17:43

Rubem Alves e a Escola da Ponte: a desconstrução de paradigmas, por Sucena Shkrada Resk

“Quero uma escola retrógrada...em que a aprendizagem e o ensino sejam um empreendimento comunitário, uma expressão de solidariedade...e não uma linha de montagem”. Compreender o sentido amplo destes anseios de Rubem Alves (1933-2014) requer a libertação de amarras conceituais e fazer uma imersão no...
11/08/2014 19:40

Resíduos sólidos: São Paulo aprovou seu plano municipal, e agora...?, por Sucena Shkrada Resk

São Paulo, apesar de ser um município com porte de estado e a sexta cidade mais populosa mundialmente, só agora instituiu seu Plano de Gestão Integral de Resíduos Sólidos, depois de reelaborar uma primeira versão de 2010. A legislação foi aprovada após quatro anos da Política nacional no setor....
08/08/2014 17:44

Resíduos sólidos e reciclagem: catadores reivindicam mais espaço participativo, por Sucena Shkrada Resk

Quatro anos após a aprovação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), a reivindicação por uma relação mais inclusiva nas implementações das coletas seletivas e dos processos de triagem e reciclagem no país ainda é presente entre os catadores, segundo  Armando Octaviano Júnior, 42 anos,...
07/08/2014 10:34

Resíduos sólidos: Portugal acabou com seus lixões e optou pelo modelo consorciado, por Sucena Shkrada Resk

Não existe país no mundo que esteja isento de problemas a solucionar diariamente com relação à geração e destinação de seus resíduos sólidos. Portugal não foge à regra e optou por criar um sistema de gestão consorciado entre seus municípios e tem um Plano Nacional (2011-2020) em vigor. Mas as...
06/08/2014 19:00

Resíduos sólidos: os desafios na região do ABCDMRR, por Sucena Shkrada Resk

A região do ABCDMRR, no estado de São Paulo, que engloba os municípios de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e de Rio Grande da Serra, gera 2.138,3 toneladas diariamente de resíduos sólidos, segundo o Plano de Gestão Integrada do setor. Esse volume...
05/08/2014 18:15

ONU alerta que há evidências de crime de guerra em Gaza, por Sucena Shkrada Resk

A Segunda Guerra Mundial  (1939-1945) foi um divisor de águas na história dos marcos legais internacionais dos direitos humanos por seus efeitos. A definição de crimes de guerra a partir deste período histórico começou a figurar na Convenção de Genebra criada em 1864. O que se vê em 2014 é que...

© 2018 Todos os direitos reservados.

Blog Cidadãos do Mundo-jornalista Sucena Shkrada Resk