Domenico De Masi : 2020 em 10 tendências, por Sucena Shkrada Resk

01/11/2012 14:31

Criatividade e concretude; uma ação conectada à outra. É dessa forma que o criador do conceito do “ócio criativo” (que resumidamente propõe o equilíbrio entre trabalho, estudo e lazer), o sociólogo italiano, Domenico De Masi https://www.domenicodemasi.it/pt faz a sua leitura sobre o poder que temos de promover a felicidade a caminho de uma sociedade pós-industrial, com o perfil acentuado em serviços. “O inimigo da criatividade é a burocracia, que afeta desde o núcleo familiar, como também o medo. Para combatê-lo, é preciso que haja uma coragem tranqüila”, aconselha.

Visitante contínuo do Brasil, ele esteve no dia 31 de outubro, em evento promovido pelo movimento Paulista Viva e Sustentável, em São Paulo, para tratar da análise “2020 – Dez tendências”, resultado de trabalho que realiza anualmente com um conjunto de especialistas mundiais, que iniciaram reflexões sobre a construção de cenários para 2020, há dez anos, em Pequim. As abordagens giram em torno de longevidade, tecnologia, economia, trabalho, virtualidade, lazer, androgenia, ética, estética e cultura.

Com relação ao Brasil, De Masi alerta: “O país precisa criar o seu próprio modelo de desenvolvimento (diferente do Beijing consensus e do Washington consensus), no qual a criatividade passe dos pequenos para os maiores”. Como exemplo, cita a experiência do projeto de formação de Orquestras iniciado pelo italiano José Antonio Abreu (https://www.ted.com/talks/lang/pt-br/jose_abreu_on_kids_transformed_by_music.html), que já se difundiu em mais de 90 núcleos, em especial, na Venezuela, com a participação de crianças e jovens de baixa renda.

Dez tendências para 2020

O estudo “Dez Tendências – 2020” aponta um mundo ainda polarizado, mas que começa a emergir, aos poucos, as características positivas do ócio criativo, em sua opinião. Eticamente ainda precisará evoluir, já que apesar de ficar mais rico, ainda será desigual.

No quesito da longevidade, expõe a expectativa de um planeta com mais 1 bilhão de pessoas daqui oito anos. Ao mesmo tempo, se estima que haverá um bilhão de obesos e a acentuação do envelhecimento será mais tardia e deverá ocorrer nos últimos anos de vida das pessoas. E nessa circunstância, as despesas farmacêuticas serão equivalentes a todo dinheiro gasto em medicamentos na vida. Diante dessa projeção, é perceptível que o questionamento sobre o consumo permeia essas situações.

Nesse mundo que caminha para um contexto cada vez mais high tech, no documento, é descrito um cenário marcado pela engenharia genética, em que robôs serão dotados de empatia (uma característica afetiva) e os chips terão o tamanho de um neurônio. O sociólogo provoca – “Mas como transferir um patrimônio que caberá no bolso para o cérebro?, ...tendo em vista que apesar da acessibilidade, há grande necessidade de empenho da inteligência?”.

A perspectiva da economia em 2020 revela uma China com Produto Interno Bruto (PIB) igual ao dos Estados Unidos e 15 megalópoles com mais de 25 mi habitantes. Novos grupos de países se constituem. Entre eles, o Civets, com Colômbia, Indonésia, Vietnã, Turquia e África do Sul. Nesse realinhamento, no entanto, o primeiro mundo ainda manterá a supremacia na produção de ideias, o que exige maior amadurecimento dos países em desenvolvimento e menos desenvolvidos.

E qual é o perfil de trabalho daqui a oito anos? A tendência projetada é de que seja composto por 30% de criativos, com mais garantias e melhor retribuição e 40% de funcionários executivos, com menos garantias. Os restantes (denominados de Neets) terão direito ao consumo, mas não à produção. Setenta por cento dos trabalhadores deverão estar no setor terciário.

Ao se observar tanto os campos da economia como do trabalho, a balança da desigualdade ainda define o perfil desse mundo do amanhã. A estética será um dos maiores fatores competitivos.

Nesse ritmo frenético, que será cada vez mais encampado por uma “nuvem de virtualidade”, segundo os especialistas, a privacidade tende a desaparecer. Já na área cultural, a faceta digital também irá suplantar a analógica e a energia e a ecologia serão problemas primários.

Bons sinais
Quanto ao lazer, é estimado que os jovens na faixa de 20 anos terão 265 mil horas de tempo livre à sua frente e a expectativa, de acordo com De Masi, é que se trabalhe e produza riqueza, estude e produza saber, e ao mesmo tempo se divirta (introduza o conceito do ócio criativo).

O poder feminino é visto como uma tendência positiva a se expandir em 2020. Nessa projeção, as mulheres viverão três anos mais que os homens e já representarão 60% dos estudantes de pós-graduação. Os valores femininos da estética, subjetividade, emotividade e flexibilidade começarão a ser dominados pelo sexo oposto. “O homem hoje ficou obtuso por ficar muitas horas preso nos escritórios e na unicidade de interesses”, considera o sociólogo.

 

Pesquisar no site

Blog

23/05/2019 13:15

Podcast 6 – Blog Cidadãos do Mundo: Assustador é não ouvir mais os zumbidos das abelhas

Por Sucena Shkrada Resk* Ouvir os zumbidos das abelhas para muitos pode ser algo assustador, mas ao contrário do que você possa pensar, mais assustador é justamente não ouvir esses zumbidos. A resposta é simples: esses agentes da natureza responsáveis pela maior parte da polinização no planeta...
21/05/2019 14:33

Brasil sai do protagonismo em decisões internacionais da área ambiental

Por Sucena Shkrada Resk* A linha histórica dos esforços mais intensivos em cooperações multilaterais internacionais no campo ambiental já soma quase meio século, com a Declaração de Estocolmo (1972), mas desde a Segunda Guerra Mundial houve um impulso a este propósito, com a Declaração dos Direitos...
10/05/2019 17:12

O cenário conturbado da gestão ambiental brasileira

Por Sucena Shkrada Resk* A condução da gestão socioambiental no Brasil, neste ano de 2019, causa apreensão aqui e no exterior. Uma série de medidas está sendo tomada pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), sob comando do ministro Ricardo Salles, e tem causado polêmica ao acelerar a redução da...
07/05/2019 10:50

Artigo - Podcast 5 - Blog Cidadãos do Mundo: Um dia de second life nas teias socioambientais

Por Sucena Shkrada Resk* Será possível viver sem utopias? Na concepção de grande parte da humanidade, consciente ou inconscientemente, talvez não. Por quê? Uma das respostas possíveis é um sentimento que nos move e que se chama esperança. O que faríamos sem ela? Neste artigo também na versão do...
04/05/2019 12:49

Podcast 4: Saúde ambiental não existe sem prevenção - um alerta no Brasil

Por Sucena Shkrada Resk*   Neste quarto podcast do meu blog jornalístico Cidadãos do Mundo, falo com vocês a respeito da importância da prevenção na saúde ambiental. É uma questão que está sempre no nosso calcanhar, não é? Quer queira, quer não. E me faz lembrar deste trecho da música dos...
12/04/2019 13:41

Podcast 3 - Blog Cidadãos do Mundo - as facetas das desigualdades sociais no Brasil, por Sucena Shkrada Resk*

Olá, compartilho hoje com vocês o terceiro podcast do meu Blog jornalístico Cidadãos do Mundo. Estou trazendo para este espaço algumas reflexões sobre a questão da desigualdade social que historicamente tem afetado o Brasil, e que traduz aquela lacuna de desenvolvimento, que revela as facetas ainda...
02/04/2019 15:05

Podcast 2 - Blog Cidadãos do Mundo - Uma imersão no turismo de base comunitária, por Sucena Shkrada Resk

Olá, estou tratando no segundo podcast do meu Blog jornalístico Cidadãos do Mundo, da reflexão sobre o turismo de base comunitária e o etnoturismo, que saem da esfera convencional que conhecemos e trazem um ingrediente importante: a junção da proposta da conservação ambiental com a valorização...
27/03/2019 17:39

Primeiro podcast do Blog Cidadãos do Mundo traz reflexão sobre os efeitos do ciclone Idai na África

Olá, neste ano de 2019, eu, Sucena Shkrada Resk, estou ampliando o formato de linguagem do meu blog jornalístico Cidadãos do Mundo, com a introdução de podcasts periódicos, no qual faço comentários e reflexões sobre temas socioambientais, de sustentabilidade e cidadania, além dos artigos e...
25/03/2019 13:20

Podcast - Agricultura orgânica: grupo de mulheres revela o casamento da faceta da raiz cultural às sementes crioulas

Por Sucena Shkrada Resk  A entrevistada desta semana, do Blog Cidadãos do Mundo - jornalista Sucena Shkrada Resk, é a agricultora familiar pernambucana Vilma Martins (terceira à direita na foto), radicada em São Paulo, que integra a composição feminina do Grupo de Agricultores Urbanos...
20/02/2019 14:05

Tietê permanece adoecido na região metropolitana devido ao mau planejamento urbano

Por Sucena Shkrada Resk* A sensação de déjà-vu é contínua. Entra ano, sai ano, esta é a realidade perversa que vivemos diariamente nas regiões metropolitanas. De um lado, algumas nascentes que resistem, sabe-se lá até quando à pressão humana e, por outro, rios que são engolidos, em diversos...
08/02/2019 12:42

Rompimentos de barragens de rejeitos minerais revelam cenário de insegurança no país

Por Sucena Shkrada Resk* Ausência e/ou ineficiência nas precaução e prevenção, manutenção, em monitoramento e investimento em tecnologias mais seguras e em fiscalização contínua na destinação e tratamento de rejeitos minerais. Essa série de potenciais causas tem demonstrado um verdadeiro campo...
25/01/2019 14:43

Um olhar mais atento para os caminhos da habitação popular/social

Por Sucena Shkrada Resk* A população cresce ano a ano e o déficit habitacional segue a mesma trajetória no Brasil e é superior a 7,7 milhões de moradias necessárias para suprir essa demanda por imóvel próprio. Os dados são baseados em informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios do...
21/01/2019 14:10

Narrativa de agricultora familiar nos leva à valorização ecossistêmica e humanística

Por Sucena Shkrada Resk* Ouvir a narrativa de agricultores familiares sempre é algo revigorante e que nos leva à ligação afetiva à terra, à água, à fauna e flora. Estimula nossa recepção sensorial e dá sentido à máxima de que quanto mais simples, mais estamos sintonizados com o equilíbrio...
16/01/2019 14:48

Os oceanos apelam todos os dias: #plásticosnão

Por Sucena Shkrada Resk* A imagem é desconcertante e dramática. Olhamos de um lado e de outro e os oceanos têm mais plásticos do que peixes. O ano é 2050. Cena de filme de ficção? Longe disso. Este é um prognóstico mais próximo do real descrito em estudo da fundação da navegadora Ellen MacArthur e...
14/01/2019 11:21

Temas “Refugiados” e “Migrantes”: não existe geopolítica baseada em visões unilaterais

Por Sucena Shkrada Resk* Em um mundo em que a maioria das pessoas e “nações” aspiram pela manutenção da democracia e da paz mundial, as relações diplomáticas internacionais exigem como alicerce o constante diálogo e o princípio de que as decisões sejam o mais consistentes e equilibradas para a...
10/01/2019 16:03

O Quênia e seus exemplos inspiradores: da resiliência ao socioambientalismo

Por Sucena Shkrada Resk * Sim. Exemplos inspiradores vêm do leste do continente africano e especialmente de países como o Quênia, e não se restringem a resultados na tradicional corrida de São Silvestre por aqui e chegam à esfera socioambiental, além do fato de Nairobi ser a cidade-sede do Programa...
09/01/2019 14:09

O Princípio da Precaução tão urgente e ao mesmo tempo, tão esquecido

Por Sucena Shkrada Resk* Memória, ah, essa memória histórica, que dá sentido e é importante para começos e recomeços. Nesse recuperar do tempo, o Princípio 15 – da Precaução (precautio-onis, em latim), instituído da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio 92), que...
29/11/2018 15:20

Conservação de Paranapiacaba e entorno frente a projetos de novos empreendimentos

Por Sucena Shkrada Resk* Empreendimentos que por sua natureza econômica causam passivos ambientais devem obrigatoriamente, por determinação legal, antes de serem licenciados, esclarecer da forma mais transparente possível todos os cenários possíveis do comprometimento relacionado à sua atuação, que...
28/11/2018 16:54

A miopia de gestão sobre as mitigações e adaptações às mudanças climáticas

Por Sucena Shkrada Resk* Às vésperas da Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre as Mudanças do Clima (COP 24), o Brasil desenha um quadro desestruturador das medidas quanto a mitigações e adaptações às mudanças climáticas. Diplomaticamente falando, a desistência da...
08/11/2018 15:43

Vivemos um hiato temporal brasileiro socioambiental

Por Sucena Shkrada Resk* A agenda socioambiental brasileira sofre, nas últimas décadas, de um anacronismo crescente, no qual o que muito do que está escrito nas legislações nacionais e, inclusive, em tratados internacionais ratificados pelo país, não se configura na prática da realidade diária....

© 2018 Todos os direitos reservados.

Blog Cidadãos do Mundo-jornalista Sucena Shkrada Resk