Do conhecimento tradicional à fitoterapia, por Sucena Shkrada Resk

31/08/2012 15:36

O Formulário de #FitoterápicosdaFarmacopeiabrasileira - https://www.anvisa.gov.br/farmacopeiabrasileira/conteudo/Formulario_de_Fitoterapicos_da_Farmacopeia_Brasileira.pdf, criado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é uma fonte de pesquisa interessante, e que nos faz ir de encontro aos conhecimentos tradicionais sobre a riqueza da natureza e sua difusão com as áreas de ciência e saúde...Pois quando a planta medicinal é industrializada com a proposta de se transformar em medicamento, aí surge o fitoterápico (chá e homeopatia não se enquadram nessa definição).

No Sistema Único de Saúde, hoje já são distribuídos 12 medicamentos (dados de junho deste ano). Na lista, estão:
- Alcachofra (Cynara scolymus L.), destinada a tratamento dos sintomas de dispepsia funcional (síndrome do desconforto pós-prandial)...;
- Aroeira (Schinus terebenthifolius Raddi), com efeitos de cicatrização, anti-inflamatórios e anti-séptica tópica, para uso ginecológico;
- Babosa (Aloe vera (L.) Burm. f.) destinado ao tratamento tópico de queimaduras de 1º e 2º graus e como coadjuvante nos casos de Psoríase vulgaris;
- Cáscara-sagrada (Rhamnus purshiana DC.) que é coadjuvante nos casos de obstipação intestinal eventual;
- Espinheira-santa (Maytenus officinalis Mabb.) também para uso coadjuvante no tratamento de gastrite e úlcera gastroduodenal e sintomas dispepsia
- Guaco (Mikania glomerata Spreng.) que apresenta ação expectorante e broncodilatadora;
- Garra-do-diabo (Harpagophytum procumbens) para o tratamento da dor lombar baixa aguda e como coadjuvante nos casos de osteoartrite;
- Hortelã (Mentha x piperita L.) para o tratamento da síndrome do cólon irritável;
- Isoflavona-de-soja (Glycine max (L.) Merr.), coadjuvante no alívio dos sintomas do climatério;
- Plantago (Plantago ovata Forssk.) nos casos de obstipação intestinal habitual. Tratamento da síndrome do cólon irritável;
- Salgueiro (Salix alba L.) para tratamento de dor lombar baixa aguda, com ação antiinflamatória;
- Unha-de-gato (Uncaria tomentosa (Willd. ex Roem. & Schult.), que tem ação coadjuvante nos casos de artrites e osteoartrite.
Fonte: Relação Nacional de Medicamentos Essenciais - no Portal Saúde. Obs: importante frisar que os medicamentos estão industrializados e podem estar desde o formato de comprimido a gel, dependendo da adoção.

Segundo o Governo Federal, a proposta é ampliar o investimento no setor, que envolve a produção de insumos de origem vegetal, preferencialmente com cultivo orgânico de origem da agricultura familiar. A proposta da chamada "Farmácia Viva", que compreende da coleta à manipulação, teve como princípio, o projeto idealizado pelo professor Dr. Francisco José de Abreu Matos (falecido em 2008), da Universidade Federal do Ceará (UFC), desde 1984.

De acordo com o Portal da Saúde, 340 municípios e cinco estados mantêm ações em “Plantas Medicinais e Fitoterapia” e 72% das mesmas na Atenção Básica, por meio do Programa Saúde da Família (PSF).

As pesquisas estão sendo ampliadas no Brasil. Em Minas Gerais, por exemplo, neste ano começaram a ser pesquisadas as propriedades fitoterapêuticas da alcachofra, alecrim-pimenta, calêndula, erva-baleeira, espinheira-santa, guaco, hortelã-pimenta, hortelã-rasteira e melissa, entre outras, pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig). Ao todo são 14 espécies. A expectativa é que o trabalho dure três anos com objetivo de atender o SUS.

O Ministério de Desenvolvimento Agrário (MDA) é responsável pela relação com os agricultores, que envolve a capacitação dos mesmos para que obtenham geração de renda na cadeia de produção. A ampliação gradativa da fitoterapia no Brasil também se deve ao fato de o Brasil ser signatário da Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB), que tem como um dos princípios assegurar a conservação e o uso sustentável dos recursos naturais; reconhecer a importância dos conhecimentos tradicionais de povos indígenas e de comunidades locais.

Histórico
No histórico, é possível saber que em 1978, a Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu oficialmente o uso de fitoterápicos....E que no Brasil, a política teve início em 1981, com a portaria nº 212, que define o estudo das plantas medicinais como uma das prioridades de investigação clínica. Já em 82, o Ministério da Saúde lançou o Programa de Pesquisa de Plantas Medicinais da Central de Medicamentos...Em 2006, instituiu a Política Nacional de Plantas Medicinais, e o seu programa, em dezembro de 2008. Também em 2006, foram inseridas as práticas integrativas e complementares no Sistema Único de Saúde (SUS).

O papel do formulário (edição 2011) é o registro de informações sobre a forma correta de preparo e as indicações e restrições de uso de cada espécie. Em resumo, define normas para farmácia de manipulação e farmácias vivas.

O material tem 47 monografias de drogas vegetais para infusos e decoctos, 17 de tinturas, uma de xarope, cinco de geis, cinco de pomadas, uma de sabonete, duas de cremes, quatro de bases farmacêuticas e uma de solução conservante.

Para o consumidor poder confirmar se um fitoterápico está regularizado, pode consultar o banco de dados da Anvisa (
https://www.anvisa.gov.br/faqdinamica/index.asp?Secao=Usuario&usersecoes=36&userassunto=135 ).
 

Pesquisar no site

Blog

27/03/2018 12:29

Jogo de titãs: O implacável Antropoceno x a resiliência ecossistêmica

Por Sucena Shkrada Resk  Hoje 75% da superfície terrestre estão impactadas pelas atividades humanas e a projeção é de que essa destruição atinja 85% até 2050  e já afeta pelo menos 3,2 bilhões de pessoas no planeta. Alguém acha pouco? Mais de 100 pesquisadores de 45 países da Plataforma...
23/03/2018 10:29

#Recursoshídricos: o pedido de socorro ao ecossistema

Por Sucena Shkrada Resk O Informe Mundial das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento dos Recursos Hídricos 2018, lançado nesta semana, tem como mote “as soluções baseadas na natureza” (SbN) para a gestão das águas, um conhecimento milenar mas que conceitualmente tem sido desenvolvido desde 2002....
19/03/2018 15:00

Março de 2018: seca e estiagem marcam a realidade brasileira, na semana dos fóruns das águas

Por Sucena Shkrada Resk Diante da realidade, não há meias palavras, quando se trata de insegurança hídrica e do cenário das mudanças climáticas. Neste mês das águas, em que fóruns internacionais ocorrem em Brasília para discutir o tema em diferentes ângulos e propor soluções, dezenas de municípios...
08/03/2018 13:00

Usinassolares: do protagonismo chinês às iniciativas que começam a se destacar timidamente na matriz nacional brasileira

Por Sucena Shkrada Resk   A energia solar fotovoltaica se projeta de forma gradativa no mundo, desde os anos 2000. No contexto das implementações de usinas e fazendas solares (fontes centralizadas), estão a China - ainda o maior poluidor do mundo, por causa do carvão, e ao mesmo tempo o...
05/03/2018 14:55

Mês das Mulheres: A relevância permanente das contribuições socioambientais de Wangari Maathai

Por Sucena Shkrada Resk  Quando em 25 de setembro de 2011, a queniana Wangari Maathai faleceu, devido a um câncer, escrever no dia seguinte um artigo a respeito de sua trajetória de vida (veja também abaixo, artigo: Wangari Maathai: um exemplo a seguir), como manifestação de respeito ao...
19/02/2018 19:33

Quilombos: O simbolismo da força de séculos dialoga com a decisão do STF

Por Sucena Shkrada Resk Homenagear postumamente lideranças quilombolas, como Dandara e Zumbi dos Palmares (século XVII), Tereza de Benguela, do Quilombo de Quariterê, MT (século XVIII) e Helen Moreira, do Quilombo Ilha de Vera Cruz, BA; como também, Maria Trindade da Silva Costa, do Quilombo...
07/02/2018 10:17

#Pílulassocioambientais - A arte voltada ao combate ao racismo

Por Sucena Shkrada Resk   Sensibilidade, criatividade e reutilização de recursos em forma de bonecas artesanais, com um propósito maior: combater o racismo, que nada mais é do que incentivar o respeito às diferenças e valorização das identidades de gênero, cor, raça e cultura... Nessas...
29/01/2018 17:06

#Saneamentoambiental – Tamanduateí, um rio metropolitano em agonia

Por Sucena Shkrada Resk  A nostalgia de recordar do Tamanduateí sinuoso e límpido (Tamanduá grande, em tupi), na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), que já foi conhecido como Rio Piratininga, talvez esteja ainda nas memórias de bisavós e tataravós e de alguns relatos em bibliografias...
26/01/2018 14:56

#Saneamentoambiental – 2018: lixões e aterros controlados, uma realidade ainda gritante no Brasil

Por Sucena Shkrada Resk O Ano era 2010, e a  Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010) trouxe a esperança de que a gestão pública brasileira, de uma forma geral, iria se redimir dos sucessivos erros no quesito infraestrutura, ao longo de décadas. Mas do papel à realidade,...
19/01/2018 17:52

#Saúdeambiental - O que tirar de proveito no Brasil do exemplo da mobilização pela recuperação da bacia hidrográfica do Tejo, na Europa?

Por Sucena Shkrada Resk Quem um dia viu o rio Tejo, o mais extenso da Península Ibérica (da Espanha a Portugal), com 1.007 km e cuja bacia hidrográfica ocupa 80,6 mil km 2, poluído, quase sem vida e seco em vários trechos, há alguns anos observa um esforço para o processo de revitalização, de forma...
17/01/2018 08:51

#Saúdeambiental - Até quando políticos não priorizarão solução para esgoto em agenda da gestão pública?

Por Sucena Shkrada Resk Falar sobre a situação do esgotamento sanitário no Brasil é um assunto “espinhoso”, imprescindível, mas que raramente faz parte da pauta de campanhas políticas nacionais, estaduais e municipais e de programas de gestão pública de boa parte de municípios deste Brasil de...
09/01/2018 10:34

#Saúdeambiental - Febre amarela, do século XIX a 2018: o que Oswaldo Cruz faria nos dias de hoje?

Por Sucena Shkrada Resk  Final do século XIX e 2018. Neste ir e vir da história, a questão sanitária no Brasil é ainda o calcanhar de aquiles que permeia a condução da gestão pública no país. Hoje o aumento do número de casos comprovados e suspeitos de febre amarela silvestre (pelos vetores...
05/01/2018 08:59

#Protagonismofemininoindígena: da comunicação à incidência política

Entrevistada da semana: Telma Taurepang Por Sucena Shkrada Resk No Brasil e em outros países da América Latina, o papel da mulher indígena se destaca cada vez mais. No universo da comunicação, existe a iniciativa Comunicadoras y Realizadoras Indígenas, que tem incentivado este protagonismo na AL....
26/12/2017 11:45

Uma brasileira chamada Nise da Silveira...uma rebelde a favor da humanização

Por Sucena Shkrada Resk “...Nunca me fizeram a pergunta que eu queria ouvir em minha vida: onde estão os homens e mulheres que pintaram estas obras artísticas...? Este teor de questionamento quanto ao interesse da imprensa feito pela psiquiatra alagoana Nise da Silveira (1905-1999), em documentário...
18/12/2017 12:27

Ilhas do Pacífico: as lições das crianças das nações insulares na COP 23 – Bula!

Por Sucena Shkrada Resk A Aliança dos Pequenos Estados Insulares (em inglês, Alliance of Small Island States – AOSIS, com 39 países) assumiu, pela primeira vez, um protagonismo na condução da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima (COP 23), em Bonn, Alemanha, ao ter na...
11/12/2017 09:04

#Direitoindígena - Coordenadora na COIAB destaca: Protocolos de consulta de diferentes povos indígenas na Amazônia são instrumentos de luta pelos direitos

Entrevistada da semana - Angela Amankawa Kaxuyana   Por Sucena Shkrada Resk    O protagonismo indígena na defesa dos seus direitos é a pauta desta semana. Na seara do contexto amazônico, a entrevistada é Angela Amankawa Kaxuyana, da TI Kaxuyana Tunayana, do extremo Norte do Pará, que...
27/11/2017 14:40

Médica sanitarista fala sobre o universo da saúde ambiental, com destaque sobre os impactos dos agrotóxicos

Por Sucena Shkrada Resk A entrevistada, desta semana, do Blog Cidadãos do Mundo – jornalista Sucena Shkrada Resk, é a médica sanitarista Telma de Cassia dos Santos Nery, que trata do tema Saúde Ambiental, com os impactos dos agrotóxicos e da poluição, neste contexto, e também explica o trabalho...
14/11/2017 14:01

Vozes do Direito indígena refletem sobre cenário atual

  Por Sucena Shkrada Resk Compreender os conceitos de bem-viver, de patrimônios imaterial e espiritual, do significado holístico da terra, do ecossistema e do território e do planeta como casa (mãe “pachamama”) e local sagrado, é o grande desafio das visões herméticas dos Estados que ainda se...
02/11/2017 18:15

As mudanças climáticas sob o olhar indígena

Por Sucena Shkrada Resk Subestimar os conhecimentos tradicionais que se perpetuam por gerações é um ato de ignorância que tem se repetido por décadas. No contexto das mudanças climáticas, essa constatação se torna mais evidente, pois a vivência dos povos indígenas e suas relações cosmológicas...
18/10/2017 09:33

Do papel à realidade, existe um “gap” na mitigação (redução de danos) e adaptação aos eventos extremos no Brasil

Por Sucena Shkrada Resk O que dizer sobre o “Velho Chico” agonizando, e pessoas e animais tendo de dividir a pouca água que resta, entre outras centenas de cenas desoladoras por todo país? Imagens que ficam gravadas para sempre. As manchetes sobre eventos extremos e desastres naturais no Brasil,...

© 2018 Todos os direitos reservados.

Blog Cidadãos do Mundo-jornalista Sucena Shkrada Resk