Aziz Ab`Saber: uma mente brilhante, por Sucena Shkrada Resk

16/03/2012 21:12


Fiquei contente em encontrar em meu arquivo de imagens, a foto que tirei do professor Aziz Ab`Saber, em 30 de abril do ano passado, quando fui conversar com ele, após o espetáculo de Ariano Suassuna, no Sesc Vila Mariana, em São Paulo. Sentado na primeira fileira, com a voz mansa e demonstrando a ânsia por continuar ativo, contou que ia praticamente todo dia à Universidade de São Paulo (USP), para fazer as suas leituras e pesquisas (não conseguia parar)...Essa foi a última vez que tive a oportunidade de vê-lo pessoalmente...Que boa lembrança!

Hoje ele partiu para uma nova jornada, mas com certeza deixa um importante legado socioambiental. O geógrafo entregou justamente ontem, o último capítulo do terceiro volume de seu livro, “Leituras indispensáveis”, que trata de comentários sobre artigos que selecionou como importantes para a formação humana dos jovens. Segundo a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), da qual o pesquisador era presidente de honra, o lançamento ocorrerá em julho. Em mais de 70 anos de atividade, produziu pelo menos, 300 trabalhos acadêmicos de relevância.

Tive oportunidade de entrevistá-lo, algumas vezes, além de ouvi-lo em algumas palestras, como a que ministrou em 2009, na Universidade Municipal de São Caetano do Sul, na abertura da Conferência Darwin no Contexto Científico e Social. Era um pesquisador vibrante. Quando falava da Amazônia e do respeito aos povos da floresta, como também da regionalização do acesso ao conhecimento das populações sobre seus biomas...era algo realmente estimulante...Atento ao processo de votação do projeto de lei do novo Código Florestal, tecia críticas fundamentadas. Para o geógrafo, as mudanças na legislação tinham que ser conduzidas por pessoas competentes e bioeticamente sensíveis.

A última vez que tive oportunidade de conversar com ele, pessoalmente, foi após o espetáculo de Ariano Suassuna. Essa experiência resultou neste artigo, que escrevi no dia 1º de maio e que é minha sincera homenagem a ele:

Suassuna, em verso e prosa, por Sucena Shkrada Resk (Blog Cidadãos do Mundo)
O escritor, poeta, dramaturgo e historiador Ariano Suassuna, 84 anos, no palco, e o geógrafo Aziz Ab´Saber, 87, na plateia. Poderia haver combinação mais emocionante de se flagrar? Presenciei esse bonito quadro, neste sábado, 30 de abril, no teatro do Sesc Vila Mariana, em São Paulo, durante a aula-espetáculo do escritor paraibano, radicado em Recife. Por mais uma vez, ele superou ‘sua aversão’ às viagens aéreas, para trazer aos paulistanos, um pouco de sua vasta contribuição à cultura brasileira.

Durante quase duas horas, compartilhei uma viagem no tempo. Um ir e vir de trocadilhos, glosas, críticas aos preconceitos à cultura de raiz, além de um humor perspicaz, que provocou risos largos do público. Essa gama de informações trouxe à tona importantes momentos da carreira do criador do Movimento Armorial, reconhecido internacionalmente por obras, como “Auto da Compadecida” (1955).

O Movimento Armorial foi iniciado por Suassuna, em Recife, em 18 de outubro de 1970, com o propósito de ampliar o reconhecimento das raízes das manifestações populares culturais brasileiras, e até hoje ele mantém um trabalho neste sentido.

Em vez de me estender em interpretações, decidi optar por transcrever algumas frases que ouvi de sua exposição, ontem, e compartilhá-las com vocês:
-“... Minha posição tem caráter didático. Fui professor, durante minha vida toda, desde os 17 anos...”
- “...Até hoje me espanto com o poder de improviso que têm os cantadores. Que coisa extraordinária...”
- “Fui criado lendo...Além da leitura, eu me encantei pelo circo...
- “Gosto de rir e fazer rir...”
- “Quero desmoralizar esse pessoal que diz que o povo brasileiro não sabe o que é bom...Mas se apresentarem a ele só o que é ruim...”
- “...O que acho mais bonito em nosso povo é a unidade na diversidade...”

Foram tantas passagens contadas de forma coloquial pelo escritor, que seria impossível descrevê-las em um resumo. Mas de tudo que transmitiu, extrai o seguinte - Por muitas vezes, reclamamos da vida, por pequenas discordâncias, mágoas por palavras mal empregadas ou rompantes de sentimentos enraivecidos. Nesses momentos, esquecemos que a vida pode ser poética, harmoniosa, com risos largos e esperançosa. Quando conhecemos pessoas, no alto de sua maturidade, que produzem e nos incentivam, provocando nossa reforma íntima, sentimos o quanto é preciso lutar pelo envelhecimento com dignidade.

Ao falar com o professor Ab`Saber, ao término da apresentação, eu obtive mais uma lição de humildade. Ele contou que estava vendo pela primeira vez uma ‘aula’ de Suassuna e havia se encantado. Nas entrelinhas, deu o seguinte recado - um bom educador e pensador nunca se cansa de aprender. E com mais um detalhe, digno de nota. Apesar de aposentado e com dificuldade para caminhar, ele praticamente vai todo dia à Universidade de São Paulo (USP), estudar e compartilhar conhecimentos. E completou - “Uma vez (Suassuna) foi à Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) para fazer uma palestra, que foi tão interessante, que depois dele, ninguém mais queria falar (rs)”.

Esses momentos singulares não pararam por aí. Ainda tive a oportunidade de entrevistar Suassuna em coletiva de imprensa, para finalizar o conteúdo para uma matéria que estou produzindo. Um momento especial nos bastidores de minha carreira. No final da noite, já cansado de tanto atender aos apelos dos jornalistas – inclusive, o meu, é claro rs -, gentilmente, ele autografou o livro Almanaque Armorial, com organização de Carlos Newton Júnior, pela José Olympio, que eu havia comprado lá, para conhecer um pouco mais de seu trabalho.

Leia também no Blog Cidadãos do Mundo:
15/09/2009 20:44 - Um pensador além de seu tempo

 

Pesquisar no site

Blog

05/03/2012 17:43

Rio+20: Zukang no Brasil e cidadãos na mobilização, por Sucena Shkrada Resk

O principal papel da cidadania é exercê-la, senão se torna figurativa. No contexto da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável - Rio+20, o acompanhamento de algumas agendas e documentos também possibilita a construção de argumentos mais sólidos nas bandeiras de lutas. Afinal,...
04/03/2012 12:30

Pensata - Rio+20: agora é a vez do como, por Sucena Shkrada Resk

Com toda a efervescência da Rio+20 e seus contextos...sabemos o que está "errado", já foi feito o diagnóstico. Agora, está mais do que na hora de pular essa etapa e partir para o como fazer diferente e melhor...E poucos tratam disso. Onde encontramos algo sistematizado, desde modelos e boas...
03/03/2012 10:06

Pensata: Comunicação compartilhada, por Sucena Shkrada Resk

#Comunicação_compartilhada é o exercício do desapego...Começa por ideias, reflexões e informações para seguir a ações e mudanças de valores. Mas não basta o ctrl C, ctrl V...mas a intenção, a escolha do tema, a utilidade do mesmo, que está na rede dos porquês, dos 'comos' e para quês...Quando...
03/03/2012 07:09

O desafio de reaprendermos a ser humanos, por Sucena Shkrada Resk

Alguns ensinamentos na vida são para sempre. Nesse repertório adquirido no dia a dia, as palavras de Nélida Céspedes, educadora peruana, presidente do Conselho de Educação de Adultos da América Latina (CEAAL), proporciona muitas reflexões: "Precisamos reaprender a ser seres humanos". A frase dita,...
02/03/2012 17:14

A importância da discussão da água na Rio+20, por Sucena Shkrada Resk

Hoje ao ler a matéria 2,7 bilhões de pessoas sofrem com escassez de água, veiculada no Estadão, e acompanhar as discussões que envolvem o VI Fórum Mundial da Água, que acontecerá, em Marselha, entre os dias 12 e 17, reflito o seguinte, no contexto da Conferência das Nações Unidas sobre...
26/02/2012 18:10

Rio+20: a crise social e os empregos verdes na mira, por Sucena Shkrada Resk

Quanto mais se discute os possíveis caminhos da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), o que fica mais claro é o fato de que o diagnóstico já está feito. A questão é tratar de “como” fazer diferente. A crise social global já é reconhecida em números,...
17/02/2012 19:16

Um momento de vivência de educação ambiental em Inhotim, por Sucena Shkrada Resk

O que os estudantes universitários respectivamente nas áreas de Ciências Ambientais e Biológicas, Diego José Rodrigues Pimenta, 20 anos, e Rafael Magalhães Mol, 19, têm em comum? Além de serem amigos, hoje eles atuam como agentes ambientais, que passam por período de estágio de um ano, no Horto...
15/02/2012 19:26

Rumo à Rio+20: Foco da campanha Meu Sonho Verde, por Sucena Shkrada Resk

A Campanha "Meu Sonho Verde", que está em vigor até a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), propõe que cidadãos apresentem seus sonhos (mensagens em vídeo) encaminhados por e-mail ou pelo telefone. Os temas podem girar em torno de: ar e clima/água e...
11/02/2012 10:54

Memória: Repórter Eco completa 20 anos, por Sucena Shkrada Resk

Cada história completa a experiência de alguém neste planeta. De uma forma indireta, os 20 anos do Repórter Eco, completados neste mês, se integram de maneira fragmentada, às minhas próprias memórias. Em 1992, recém-saída do curso de jornalismo da Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP), eu...
07/02/2012 18:03

Memória: Os bastidores da Ecoagência, por Sucena Shkrada Resk

Conhecer os caminhos trilhados por profissionais veteranos do jornalismo ambiental é um meio positivo de se valorizar os esforços desses pioneiros, como também revigorar a “chama” militante e os rumos editoriais. Com esse propósito, mantive um bate-papo, no último dia 23 de janeiro, com Ilza...
07/02/2012 10:36

Malária: uma realidade do século XXI, por Sucena Shkrada Resk

A Malária não é uma questão de saúde pública circunscrita ao passado, mas do século XXI, que não pode ser menosprezada e se relaciona com a forma como interagimos com o meio ambiente. Historicamente tem maior incidência na África subsaariana e nas Américas, o Brasil apresenta um grande número de...
06/02/2012 13:39

Aeroportos: Um país de duas medidas, por Sucena Shkrada Resk

Na semana passada, ouvi uma notícia que, no mínimo, demonstra um desequilíbrio total de gestão. A Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) anunciou que aeroportos em cidades da Copa terão opções de lanchonetes econômicas x aqueles preços homéricos que nos cobram. A iniciativa...
06/02/2012 11:18

Nota: Reflexões rumo às eleições & cidadania, por Sucena Shkrada Resk

Exigir que os CANDIDATOS DE TODOS OS PARTIDOS INDISTINTAMENTE a prefeitos e vereadores tenham plano de governos e legislativos coerentes, com metas, diretrizes de curto, médio e longo prazos, apresentem de onde virão as dotações orçamentárias (do tesouros, Parcerias Público-Privadas - PPs etc)...
06/02/2012 09:18

Prática da cidadania: combate ao uso do cerol, por Sucena Shkrada Resk

Praticar cidadania não tem hora marcada, feito uma consulta no médico, e nem pode depender de conveniência, de acordo com o ambiente, personagens envolvidos e interesses particulares. Isso deveria ser a regra, mas a gente sabe que não é bem assim. Vou citar um exemplo cotidiano para reflexão, aqui...
02/02/2012 12:14

Chico Whitaker: Como sensibilizar os 99%?, por Sucena Shkrada Resk

Um dos raciocínios e sensibilizações mais coerentes sobre o qual refleti, durante o Fórum Social Temático (FST) 2012, entre os dias 24 e 29 de janeiro, foi expresso por Chico Whitaker. Durante um encontro entre ativistas de mídia livre, promovido pela Ciranda.Net, no dia 25, ele trouxe a bagagem de...
25/01/2012 21:59

Caminhada do FST 2012: um momento em que as vozes emergem, por Sucena Shkrada Resk

A atmosfera de lançamento dos Fóruns Sociais consegue ter um DNA em comum a cada edição e isso se repetiu no dia 24, com o Fórum Social Temático – FST 2012, em Porto Alegre. As mais diversas “tribos” se misturaram e ao mesmo tempo se separaram em blocos e colocaram suas reivindicações na pauta das...
13/01/2012 18:42

Rio+20: O que fazemos com tanta informação?, por Sucena Shkrada Resk

Para quem acompanha ou atua na área socioambiental, a contagem regressiva para a realização da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), em junho, ao menos, gera uma carga significativa de pesquisas e informações para que possamos trabalhar o pensamento complexo,...
09/01/2012 16:14

E os planos de contingência?, por Sucena Shkrada Resk

Fiz esse breve questionário, como uma pré-pauta, para aguçar nossas reflexões. Quem será que tem as respostas na ponta da língua ou pelo menos sabe onde encontrá-las?: - O Brasil (enquanto federação) tem um plano de contingência a desastres naturais implementado? - Quantos dos 5.565 municípios...
06/01/2012 16:13

Que chance teve a criança indígena?, por Sucena Shkrada Resk

Uma notícia realmente me abateu hoje. Foi da denúncia da atrocidade feita com uma criança indígena do povo Awá-Guajá, de cerca de oito anos. O seu corpo carbonizado teria sido abandonado pelos Awá isolados, a cerca de 20 km da aldeia Patizal do povo Tenetehara, em Arame (MA). Tudo indica que foi...
06/01/2012 11:17

Anos e décadas institucionais da ONU e a Rio+20, por Sucena Shkrada Resk

No contexto da #Rio+20, estrategicamente a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu 2012 como ano de importantes eixos da sustentabilidade, quando completa 40 anos de atividade: Os temas são: - Ano Internacional de Energia Sustentável para Todos e - Ano Internacional das Cooperativas (que...

© 2018 Todos os direitos reservados.

Blog Cidadãos do Mundo-jornalista Sucena Shkrada Resk