Recursos hídricos: o exercício de conservação por microbacias

08/09/2014 14:47

Por Sucena Shkrada Resk

A busca por alternativas eficientes para a gestão dos recursos hídricos se torna cada vez mais constante. Uma das alternativas para otimizar esforços e ao mesmo tempo envolver mais de perto a comunidade são gestões focadas nas microbacias hidrográficas. Neste sentido, um projeto que vem ganhando escala, desde 2003, na região sul do país, é o Cultivando Água Boa. A iniciativa está presente em 206 microbacias da Bacia Hidrográfica do Paraná 3, entre os rios Paraná e Iguaçu. No lado paraguaio, envolve a Bacia do rio Carapá y Poti.

Segundo Jair Kotz, superintendente de meio ambiente da Itaipu Binacional, que participa da gestão das atividades, atualmente a recuperação atinge cerca de 30% das áreas dessa região. “As ações envolvem a responsabilidade compartilhada entre terceiro setor, poder público, empresas e sociedade civil. A ideia do cultivo é similar ao solo, com a ética do cuidado”, afirma. Nas atividades, há a participação de mais de dois mil parceiros. Entre as ações desenvolvidas, estão a construção de cercas para a proteção das matas ciliares, plantio de mudas nativas, conservação do solo, destino correto de agrotóxicos e uso de adubos orgânicos. Para que tudo isso seja replicado, um braço importante do programa é a educação ambiental.

Kotz explica que para estimular a cooperação, são utilizadas as competências regionais. Segundo ele, a proposta tem como premissa que a sensibilização para a conservação por parte de todos os atores. Assim os comitês gestores temáticos envolvem também escolas a cooperativas.

A metodologia utilizada tem como fundamento a Carta da Terra e a Agenda 21, entre outros documentos ambientais globais importantes. “Desenvolvemos as chamadas oficinas do futuro. são elaborados muros das lamentações, árvores das esperanças e firmado pactos das águas. É um amplo processo de educação ambiental, em que as pessoas aprendem por meio dos diálogos de saberes, envolvendo toda família”. Como fonte de inspiração, o projeto tem o educador Paulo Freire.

O superintendente de meio ambiente reforça que não pode ser esquecido que as cidades produzem efluentes. “Isso exige que haja um olhar para o que vem de fora, no contexto das bacias hidrográficas, e se aplique também o conceito de pagamento por serviços ambientais (PSA)”.

Nessa escala, o trabalho envolve povos tradicionais, cozinheiras, merendeiras das escolas e catadores de materiais recicláveis. Produção orgânica, pesca artesanal sustentável, cultivo de plantas medicinais e coleta solidária são algumas das atividades desenvolvidas. “A mudança é possível, quando todo mundo fala a mesma linguagem...e assim, há a conservação da mata ciliar, o aumento da produção e o retorno dos corredores de biodiversidade”, avalia Kotz, que foi um dos palestrantes do Seminário Cidades Sustentáveis – O futuro no presente das águas – o desafio de São Paulo, durante a Virada Sustentável, em São Paulo, no dia 28 de agosto, em São Paulo. O evento teve a curadoria da TNC-Brasil.

Veja também no Blog Cidadãos do Mundo – jornalista Sucena Shkrada Resk:

02/09/2014 - O Código Florestal e a influência na gestão das águas
20/08/2014 - Cantareira expõe a fragilidade do sistema de abastecimento (Como entender a gestão das águas em SP – parte 1)
18/08/2014 - Qualidade das águas (Como entender a gestão das águas – parte 2)
15/08/2014 - Como entender a gestão das águas, no estado de SP (Parte 1)
14/10/2013 Água: um bem depreciado na sociedade do desperdício
22/03/2013  Água pura...quero ver-te
24/08/2012  Coleta e tratamento de esgoto: como será quando chegarmos a 2050?
07/06/2012  Rumo à Rio+20: o valor oculto da água
23/05/2012  Nota: Saneamento está interligado a outras infraestruturas
23/05/2012  Riomais20 - Como tratará da realidade da África Subsaariana?
19/10/2011  Recursos hídricos: uma pauta para a Rio+20
19/10/2011  Esgoto: o calcanhar de aquiles do Brasil
28/10/2011  Por dentro do saneamento básico
28/10/2011  Trata Brasil estuda projeto de educação para o saneamento
28/07/2011  Atenção às nossas águas

*Blog Cidadãos do Mundo - jornalista Sucena Shkrada Resk
 
 

© 2014 Todos os direitos reservados.

Blog Cidadãos do Mundo-Sucena Shkrada Resk