Blog Cidadãos do Mundo - Sucena Shkrada Resk - Jornalismo socioambiental


Anos e décadas institucionais da ONU e a Rio+20, por Sucena Shkrada Resk

06/01/2012 11:17

No contexto da #Rio+20, estrategicamente a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu 2012 como ano de importantes eixos da sustentabilidade, quando completa 40 anos de atividade:

Os temas são:
- Ano Internacional de Energia Sustentável para Todos e
- Ano Internacional das Cooperativas (que quem sabe, impulsione institucionalmente, pelo menos, a economia solidária aqui no Brasil e no mundo);

Vale lembrar que no dia 17 de dezembro passado, a organização lançou também a Década da Biodiversidade (2011-2020); mas se pensarmos bem, deveria ser (2012-2021), pois foi quase na virada de ano. Mas esse não é o detalhe principal, o que importa é que todos os acordos tecidos nas conferências das partes sejam implementados, como o Protocolo ABS, de Nagoya.

Já a Década sobre Desertos e de Combate à Desertificação (2010-2020) - observem que tem mais um ano = 11 anos -, está em vigor desde o ano retrasado e é um dos temas que deveria ser dos mais prioritários na agenda, que está interligado às mudanças climáticas, ao combate à fome, mas parece que para o mundo se torna de segundo escalão. O que é contraditório, afinal, mais de 100 países no mundo passam por este problema. O flagelo em locais como o Chifre da África, entre outros, nos lembra diariamente o que isso significa: degradação, violência e morte. Mais de 1 milhão de pessoas passando fome parece que vira um assunto a mais nas manchetes eventuais e nas discussões multilaterais principalmente na pujança da temática econômica.

O mais interessante é que a Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável (2005-2014) praticamente passa em branco para a imprensa, para o setor educacional e principalmente para todos nós. Não seria um exercício e tanto para se repensar o modelo de desenvolvimento, que tem muito a ver com a governança da sustentabilidade, que será tratada na Rio+20? Nesse mesmo eixo, caiu no esquecimento, a Década da ONU Água para a Vida (2005-2014). Então, para que servem todas essas datas? Em tese, no campo das negociações políticas internacionais, para que os países que fazem parte do Sistema ONU se comprometam com políticas condizentes a essas pautas. Mas é óbvio que as ações dependem de uma conjuntura: governança no poder, financiamentos, políticas públicas estruturantes e por aí vai...

E não podemos menosprezar, inclusive, as entrelinhas da Década de Ações para a Segurança no Trânsito (2011-2020). Aí alguém pode perguntar o que isso tem a ver com sustentabilidade...Algumas respostas nada desprezíveis: modelo de consumo, cultura de paz, qualidade de vida e a relação com emissões de Gases de Efeito Estufa (GEEs). A lógica é a seguinte: veículos menos poluentes e com boas condições de manutenção resultam em mais segurança...

Água, Biodiversidade, Desertificação, Energia Sustentável, Cooperativas, Segurança no Trânsito, Desenvolvimento Sustentável... Tudo está interligado e obviamente não depende dos anos ou décadas para que as políticas de longo prazo sejam formatadas e implementadas. Esses calendários são como o sinal amarelo, que tem a função de alertar. Alertar para o hoje e para o futuro e tentar lembrar o quanto é importante o compromisso de nós, como indivíduos, na participação na sociedade e do papel dos governos, do legislativo, do judiciário, do terceiro setor, do empresariado, nas ações proativas pelo bem coletivo na vizinhança de nossa casa ao sentido mais amplo, na vizinhança no mundo sem fronteiras.

Veja também no Blog Cidadãos do Mundo: 27/12/11 - Nota: Rumo à Rio+20 - água potável em questão;
27/12/2011 - As teias que ligam a COP17 com a Rio+20;
24/12/2011 - Dicas de sites úteis sobre o processo da Rio+20;
23/12/2011 - O capítulo da saúde no horizonte da Rio+20;
17/12/2011 - Vídeo histórico da ECO92 nos leva a refletir sobre a Rio+20;
15/12/2011 - Nota: Rio+20 - nesta semana começa análise de 643 propostas;
06/12/2011 - Abramovay:A prioridade da inovação e do limite no contexto da economia verde;
25/11/2011 - Nota: Rio+20-Lançamento de Campanha O Futuro que queremos será no dia 28;
24/11/2011 - NOTA: Site oficial da Rio+20 em português já está oficialmente no ar;
22/11/2011 - CBJA: jornalista socioambiental na busca da liberdade;
22/11/2011 - Por dentro das agendas da sociedade civil para a Rio+20;
08/11/11 - Os eixos da economia sustentável sob o olhar de Ladislau Dowbor;
19/10/11 - Recursos hídricos: uma pauta para a Rio+20;
15/10/11 - Contagem regressiva: 3º Fórum de Mídia Livre será realizado em janeiro;
04/10/11 - E se as economias solidária,criativa e verde estivessem em 1 única agenda?;
18/09/11 - Inspiração p/Rio+20:Dalai Lama (parte 1) fala sobre responsabilidade global;
06/09/11 - Rio+20: juventude, deixe a gente te ouvir e assuma o protagonismo;
13/09/11 - Rio+20: um cenário de incertezas (parte 2);
12/09/11 - Rio+20: um cenário de incerteza (parte 1);
11/09/11 – Rio+20: a importância do empoderamento da sociedade;
11/09/11 - Rio+20: Aldeia da Paz deverá ser referência para alojamento;
11/09/11 - Rio+20: pratiquem o exercício de reflexão e cidadania;
07/08/11 - O que se fala sobre vulnerabilidade climática (parte 1);
28/07/11 - Atenção às nossas águas;
22/07/11 - Alerta sobre o flagelo africano;
30/06/11 - Nota: mobilização da sociedade para a Rio+20;
06/06/11 - Bastidores do processo da Rio+20;
20/02/11 - Rio além do +40: com certeza + 20 é uma redução da história;
05/12/10 - Especial Fórum Social Pan-Amazônico – A luta só está no começo;
25/08/10 - Entremundos Direto na Fonte

—————

Voltar